Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação farmacológica de microemulsão contendo GYY4137 (doador de liberação lenta de h2s) na psoríase experimental

Processo: 14/15576-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2014
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Soraia Katia Pereira Costa
Beneficiário:Tuanny Priscila Schmidt
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Inflamação   Prurido   Microemulsão   Psoríase   Sulfeto de hidrogênio   Interleucinas   Estratégias terapêuticas   Canais de receptores transientes de potencial   Canais de cátion TRPV

Resumo

A psoríase é uma doença inflamatória crônica, imunomediada, com incidência mundial de 2 a 4%. Caracteriza-se, principalmente, por lesões de pele associadas ao prurido intenso, que reduz grandemente a qualidade de vida dos pacientes. A terapia clássica com antiinflamatórios esteroides e agentes biológicos nem sempre é efetiva, além do alto custo e efeitos adversos graves, e tampouco funciona a terapia anti-histamínica H1. Assim, a busca por tratamentos alternativos ou complementares para amenizar os sintomas e sinais (ex.: prurido, descamação) dessa doença se faz necessária. Achados prévios deste grupo mostraram, pela primeira vez, que a injeção i.d. de doadores de sulfeto de hidrogênio (H2S) de liberação rápida e lenta reduziu a inflamação e prurido na pele de camundongos frente ao agente desgranulador de mastócitos composto 48/80 ou histamina. Todavia, o potencial terapêutico desses doadores sobre a psoríase e prurido crônico relacionado ainda não foi estabelecido. Neste estudo, objetiva-se: i) avaliar e caracterizar farmacologicamente o efeito protetor de uma microemulsão tópica contendo GYY4137 (doador de H2S de liberação lenta) sobre a psoríase induzida por imiquimode creme em camundongos Balb/c; ii) averiguar o possível envolvimento de novas citocinas (IL-36 e IL-31), bem como dos neuropeptídeos (substâncias P e CGRP) no mecanismo do prurido e inflamação neste modelo; iii) caracterizar a possível inter-relação da IL-31 com os receptores vaniloides de potencial transiente (TRPV1), via aumento da [Ca2+], utilizando-se para isto a preparação in vitro de cultura de neurônios do gânglio da raiz dorsal. Considerando o potencial antiinflamatório e antipruriceptivo do H2S na inflamação aguda, espera-se que este estudo contribua para definir novas estratégias terapêuticas no controle do prurido crônico e outros sinais e sintomas da psoríase. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SCHMIDT, Tuanny Priscila. Avaliação farmacológica de uma nanodispersão contendo GYY4137 (doador de liberação lenta de H2S) na psoríase experimental.. 2016. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Biomédicas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.