Busca avançada
Ano de início
Entree

Mecanismo de reconhecimento e processamento imune de antígenos aprimorados por radiação gama na toxoplasmose

Processo: 14/17029-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2015
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Protozoologia de Parasitos
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Heitor Franco de Andrade Junior
Beneficiário:Andrea da Costa
Instituição-sede: Instituto de Medicina Tropical de São Paulo (IMT). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Radiação ionizante   Toxoplasma gondii   Antígenos   Toxoplasmose   Vacinas

Resumo

As doenças causadas por protozoários Apicomplexa como o Toxoplasma são disseminadas e com pouca proteção à reinfecção embora com proteção à doença. A partir de 1967 vacinas com protozoários irradiados apresentaram resultados promissores, e as alternativas testadas por 50 anos não tiveram sucesso equivalente. Na toxoplasmose, vacinas com parasitas irradiados promovem uma imunidade efetiva à doença, semelhante à infecção prévia. A radiação impede a replicação do agente, mas mantem sua fisiologia com antígenos íntegros para uma resposta eficiente. Antígenos brutos irradiados de Toxoplasma induziram melhor imunidade sem adjuvantes associados, mostrando que a radiação age sobre proteínas isoladas e não só em ácidos nucléicos do agente. Os passos da resposta imune são a apresentação do antígeno por células (APC); ampliação de clones T e B responsivos e seleção de clones de alta afinidade. O efeito da radiação deve agir no reconhecimento e apresentação do antígeno por células que pode ser devido à agregação de antígenos e menor solubilidade; ou ao direcionamento a receptores celulares e maior captação e apresentação; ou ainda a um processamento intracelular inadequado ou prolongado. Neste projeto, pretendemos elucidar estes mecanismos estudando a captação celular de antígenos de T. gondii marcados por metionina 35S e irradiados por 60-cobalto, usando macrófagos ou APCs geneticamente deficientes em receptores ou na presença de bloqueadores específicos. A compreensão destes mecanismos poderá resultar na produção de uma vacina potencialmente mais eficiente, útil e segura na toxoplasmose humana ou veterinária, prevenindo a doença ou permitindo a produção de alimentos mais seguros para consumo humano. Numa visão mais ampla, o uso da radiação poderá ser uma forma simples e eficiente de processamento de vacinas, evitando o uso de adjuvantes. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DA COSTA, ANDREA; DO NASCIMENTO, NANCI; GALISTEO, JR., ANDRES JIMENEZ; DIAS DOS PASSOS, ALINE BASTOS; DE ANDRADE, JR., HEITOR FRANCO. Radiation effects on Toxoplasma antigens: different immune responses of irradiated intact tachyzoites or soluble antigens in experimental mice models. International Journal of Radiation Biology, v. 96, n. 5 FEB 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.