Busca avançada
Ano de início
Entree

Coisas terrivelmente sem importância - contadas a partir de faits divers sangrentos dos séculos XVI e XVII

Processo: 14/17425-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2015
Vigência (Término): 30 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Línguas Estrangeiras Modernas
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Antonio Alcir Bernardez Pecora
Beneficiário:Rafael Marcelo Viegas
Instituição-sede: Instituto de Estudos da Linguagem (IEL). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):15/23717-3 - Rumo a uma poética das variantes. investigações editoriais sobre os canards franceses de faits-divers (sécs. XVI-XVII), BE.EP.PD
Assunto(s):Crime   Folhetins

Resumo

Minha proposta de pesquisa é a de desenvolver um trabalho em torno dos folhetins franceses de conteúdo "jornalístico" que circularam entre 1529 e 1631: os chamados canards ("pasquins") de faits divers. O conjunto conta com 520 títulos (cerca de 800 exemplares) do acervo da Biblioteca Nacional da França. Vendidos por ambulantes nas ruas e praças da cidade e do campo, e lidos por todas as camadas da população, os folhetins tratam de temas diversos: do acontecimento aristocrático ao quotidiano, da catástrofe natural ao crime, do monstruoso ao insólito. Considerados como documentos populares, fora dos cânones literários tradicionais, seu estudo permite abordagens comparativistas com outras formas narrativas suas contemporâneas. Folhetins relatando crimes, bruxarias, ou o nascimento de monstros podem ser analisados, por exemplo, à luz de documentos eruditos similares: respectivamente, o drama trágico, textos demonológicos, tratados teratológicos. Um trabalho comparativista valorizará, portanto, os elementos genéticos de sua produção material (textos, paratextos, papel, realização técnica), e suas epistemologias e retóricas particulares de representação histórico-culturais - o que nos conduz a uma poética comparada dos folhetins com seus homólogos eruditos, possibilitando novas estratégias de leitura. Este projeto inicial apresentado à Unicamp e à Fapesp contempla apenas uma fração desse conjunto universo de 520 títulos - mais propriamente os 150 folhetins ligados à temática do crime, em especial o do crime sangrento. Neste caso, meu interesse é entender de que modo se dá a relação entre os textos trágicos em prosa dessa época (as chamadas Histoires Tragiques dos séculos XVI e XVII) e os folhetins que trazem narrativas similares. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.