Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de equilíbrio e funcionalidade de idosos após um programa de prevenção de quedas da atenção básica

Processo: 14/15869-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2015
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Karina Gramani Say
Beneficiário:Ana Julia de Lima Bomfim
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):15/08420-4 - Adaptação dentro da sessão e confiabilidade do teste do passo reativo em resposta as pertubações posturais externas, BE.EP.IC
Assunto(s):Equilíbrio postural   Geriatria   Atenção primária à saúde

Resumo

Um importante aspecto a ser estudado na população idosa é a ocorrência de quedas, a prevenção da mesma tem um papel primordial na diminuição da morbidade, dos custos em Saúde Pública e da mortalidade. Dessa forma, o objetivo desse estudo é avaliar a influência de uma oficina de prevenção de quedas do sistema público de saúde de um município do interior paulista nas variáveis do processo do envelhecimento (equilíbrio postural, força de preensão manual, composição corporal) antes e depois de 6 meses do programa de prevenção. A amostra será composta por 60 indivíduos idosos que serão divididos em 2 grupos, sendo o primeiro grupo composto por 30 idosos que sofreram queda nos últimos doze meses ou medo de cair participantes da oficina de prevenção de quedas da Atenção Básica e o segundo grupo controle composto por idosos que não sofreram quedas nos últimos doze meses e não participam da oficina de prevenção de quedas. Para a avaliação do equilíbrio dinâmico será aplicado o Mini-BESTest, para a análise da composição corporal a Balança de Bioimpedância e cálculo do Índice de Massa Corporal (IMC), o medo de cair por meio do instrumento FES-I e a força de preensão manual será avaliada por meio do dinamômetro. A realização deste estudo tem a intenção de caracterizar o estado do equilíbrio corporal em indivíduos idosos que não sofreram quedas em comparação com os indivíduos idosos que sofreram quedas nos últimos doze meses e que frequentam o Sistema Único de Saúde. Além disso, pretende-se a verificar a influência da composição corporal nos eventos de quedas.