Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito agudo do flutter e da compressão torácica sobre a impedância do sistema respiratório em pacientes com bronquiectasias

Processo: 14/24595-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2014
Vigência (Término): 30 de abril de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Ada Clarice Gastaldi
Beneficiário:Bruna Paula Xavier Andrade Silva
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/26433-0 - Efeito agudo do flutter e da compressão torácica sobre a impedância do sistema respiratório em pacientes com bronquiectasias, AP.R
Assunto(s):Mecânica respiratória   Fisioterapia respiratória   Fisioterapia

Resumo

As bronquiectasias são caracterizadas patologicamente pela dilatação anormal e permanente dos brônquios causadas, principalmente, pela perpetuação de processos inflamatórios e prejuízo da remoção de secreções.A fisioterapia é fundamental no tratamento destes pacientes, utilizando-se de suas diversas técnicas e dispositivos. O objetivo deste estudo será avaliar a impedância do sistema respiratório, pela oscilometria de impulso, após exercícios respiratórios com flutter ou compressão torácica em pacientes com bronquiectasias, considerando que não há resultados na literatura sobre o efeito destas técnicas nas pequenas vias aéreas destes pacientes. Pacientes com bronquiectasias e voluntários saudáveis pareados por idade serão avaliados antes e após sessões de 30 minutos de controle, exercícios respiratórios com flutter, que é um dispositivo que produz oscilações e pressão positiva durante a fase expiratória, ou manobras de compressão torácica, manobra manual com compressão bilateral na região costal inferior, todas na posição sentada. O principal método de avaliação utilizado será a oscilometria de impulso, que permite avaliar grandes e pequenas vias aéreas, onde serão analisados resistência(R), reactância(X), área de reactância(AX), e frequência de ressonância(Fres) do sistema respiratório, avaliados em todo o ciclo respiratório, na fase inspiratória e expiratória. Adicionalmente, serão avaliados escala de dispneia do Medical Research Council; escala de aceitabilidade e tolerância; oximetria de pulso; dificuldade de expectoração; e avaliação do volume, da adesividade e da purulência das secreções expectoradas.