Busca avançada
Ano de início
Entree

Ensino de tarefas matemáticas com o uso de discriminações condicionais para crianças com transtorno do espectro autista

Processo: 14/13091-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2014
Vigência (Término): 31 de março de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Experimental
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Antonio Celso de Noronha Goyos
Beneficiário:Rafael Vilas Boas Garcia
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Análise do comportamento   Transtorno do espectro autista   Equivalência de estímulos   Crianças autistas   Matemática

Resumo

Os objetivos desta proposta são avaliar a eficácia do ensino informatizado em tarefas de escolha de acordo com o modelo, desenvolver, aplicar e avaliar um currículo para ensino de conceito de número para crianças com TEA. Estudos que utilizaram o procedimento de MTS para ensinar discriminações condicionais arbitrárias e formar classes de estímulos equivalentes obtiveram bons resultados em participantes com deficiências. Propõe-se uma replicação sistemática de Rossit (2003) que ensinou sistema monetário para jovens com deficiência intelectual utilizando tarefas de MTS e organizou um currículo de ensino com base no paradigma de equivalência de estímulos. Para o ensino de conceito de número, os estímulos experimentais (numerais de um a nove e figuras com formas não representacionais) serão divididos em três grupos de estímulos, por valores crescentes em um delineamento de linha de base múltipla entre grupos de estímulos. Espera-se que os resultados obtidos por Rossit (2003) sejam replicados em pessoas com TEA. (AU)