Busca avançada
Ano de início
Entree

Crescimento e decomposição de raízes finas e qualidade do solo sob sistemas integrados de agricultura, pecuária e floresta (São Carlos, SP)

Processo: 14/17927-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2015
Vigência (Término): 31 de março de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Marisa de Cassia Piccolo
Beneficiário:Wanderlei Bieluczyk
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Manejo integrado   Agrossilvicultura   Qualidade do solo   Matéria orgânica do solo   Indicadores de desenvolvimento sustentável   Mata Atlântica

Resumo

Os sistemas integrados de produção como a integração lavoura-pecuária (ILP) e a integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF) podem intensificar a produção agrícola, pecuária e florestal, sem afetar prejudicialmente o meio ambiente. Em contrapartida, há um longo caminho a ser percorrido para aperfeiçoar o manejo desses sistemas para os diferentes biomas brasileiros. Os indicadores de qualidade do solo (QS), com destaque a matéria orgânica do solo (MOS), são ferramentas chave na avaliação e aprimoramento de sistemas conservacionistas de uso do solo, pois apresentam rápidas respostas ao manejo e integram diversos fatores ambientais. Em estudos até então realizados em ILP e ILPF o sistema radicular (SR) das espécies do gênero Urochloa sp., utilizadas para pastejo, tem sido indicado como um dos grandes responsáveis pela melhoria de atributos indicadores da QS. Tais considerações foram predominantemente elaboradas sem comprovação científica, não havendo estudos quantitativos ou qualitativos do sistema radicular. Dentro do campus experimental da Embrapa Pecuária Sudeste (São Carlos/SP) serão avaliadas quatro áreas: vegetação natural de floresta estacional semidecídua (VN); pastagem extensiva (PE); ILP e ILPF. As análises para a caracterização da MOS serão realizadas por meio do fracionamento granulométrico e pela quantificação da matéria orgânica leve em água (MOL). A produção e a decomposição de raízes serão avaliadas com o auxílio de minirhizotrons instalados no campo, sendo as imagens do SR obtidas a cada 14 dias. O acompanhamento será por um período de 17 meses nos sistemas integrados, abrangendo o cultivo do milho, o crescimento e formação da pastagem, e posteriormente sendo esta utilizada com pastejo por um ano. Em paralelo serão determinados atributos físicos E químicos do solo com objetivo de avaliar a QS e complementar o entendimento da dinâmica da MOS e do SR das espécies vegetais avaliadas. O melhor sistema de manejo do solo e os melhores indicadores de QS serão selecionados por meio de análise multivariada. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
BIELUCZYK, Wanderlei. Crescimento e decomposição de raízes finas e qualidade do solo sob sistemas integrados de agricultura, pecuária e floresta (São Carlos, SP). 2018. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Centro de Energia Nuclear na Agricultura Piracicaba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.