Busca avançada
Ano de início
Entree

O estudo e o cultivo das letras na Literatura Portuguesa de Mendes Leal recepcionada no Gabinete Português de Leitura do Rio de Janeiro em 1858 e 1868

Processo: 14/24980-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2015
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Outras Sociologias Específicas
Pesquisador responsável:Alexandro Henrique Paixão
Beneficiário:Karina Miki Narita
Instituição-sede: Faculdade de Educação (FE). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/12370-0 - O público como um fenômeno eminentemente sociológico problemas relativos à educação, literatura e estratificação social no tempo do romantismo, AP.R
Assunto(s):Literatura portuguesa   Sociologia da literatura   Educação   Século XIX   Bibliotecas   Catálogos de bibliotecas

Resumo

O Gabinete Português de Leitura, hoje conhecido como Real Gabinete Português de Leitura, foi uma agremiação que possuía a segunda maior biblioteca do Rio de Janeiro no Segundo Reinado. Seus catálogos de 1858 e 1868 dão notícias de centenas de livros didáticos e paradidáticos, dezenas de dicionários, milhares de obras literárias etc. Tais catálogos, portanto, são uma fonte documental de grande importância para compreendermos a recepção e circulação de ideias no século XIX no Brasil, dentre as quais as de "educação" que se refratam em obras literárias de cunho didático. Partindo dos resultados de pesquisas já alcançados [doutorado (USP/CNPq) e pós-doutorado (UNICAMP/FAPESP)], o bolsista fará um estudo da obra de um escritor português chamado José da Silva Mendes Leal, figura bastante envolvida com a questão da educação e da literatura no século XIX, em Portugal, que foi recepcionada no Brasil através dos Catálogos de livros do Gabinete. Uma prosa ficcional como Os Bandeirantes de Mendes Leal, publicado na série Chronica de Ultramar, de 1868, contém em seu prefácio uma defesa da educação, baseado no estudo e cultivo da literatura. Trata-se de um exemplo de uma obra figurada no Catálogo que apresenta um ideal de educação portuguesa que carece ainda de reflexão no eixo educação e literatura oitocentistas. A pesquisa do bolsista TT, portanto, vincula-se diretamente ao Projeto de Pesquisa "O público como um fenômeno eminentemente sociológico. Problemas relativos à educação, literatura e estratificação social no tempo do romantismo". (AU)