Busca avançada
Ano de início
Entree

Espaço público e regulações morais na formação de uma comunidade de alemães da Encosta da Serra, RS

Processo: 14/20963-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2015
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Ronaldo Romulo Machado de Almeida
Beneficiário:Everton de Oliveira
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Espaço público   Família   Moral   Religiões   Etnografia

Resumo

Este projeto tem por objetivo geral investigar as socialidades que relacionam espaço público e regulações morais na formação de uma comunidade. Especificamente, busca etnografar as socialidades e disputas que traçam as fronteiras sociais, morais e políticas desta comunidade - uma colônia alemã gaúcha - principalmente através de três dimensões etnograficamente relacionadas: 1) os processos de produção de pessoa; 2) as atividades que constituem grupos e limites territoriais e históricos e; 3) as disputas políticas em torno da produção moralmente referenciada de uma administração pública. Para tanto, a pesquisa de campo será realizada em um município situado na região da Encosta da Serra, Rio Grande do Sul, fortemente marcada pela colonização alemã durante o século XIX. Parte-se do princípio de que a noção de comunidade utilizada por grande parte de seus moradores implique, ao mesmo tempo, as fronteiras de grupo; a produção social de pessoas e de seus corpos; um universo religioso e moral que lhe é particular; assim como uma burocracia e uma política que lhe é discursivamente referenciada. Busca-se debater, de um lado, com grande parte da bibliografia que analisa a constituição de grupos sociais como associada a processos analiticamente heterogêneos, relativos ao corpo, ao sujeito, à moral e às práticas políticas e burocráticas, e, de outro lado, com os autores que buscam analisar tais processos burocráticos como não dissociados de outras lógicas políticas de regulação, como parentesco, família, moral e religião. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
OLIVEIRA, Everton de. Os tempos da colônia : etnografia sobre movimentos, dores e cuidados entre os colonos alemães do sul do Brasil. 2018. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.