Busca avançada
Ano de início
Entree

Predição da variabilidade espacial de parâmetros químicos do solo por meio de espectrorradiometria de campo focando a fertilização da cana-de-açúcar em doses variadas

Processo: 14/17667-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2015
Vigência (Término): 31 de maio de 2015
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Paulo Sergio Graziano Magalhães
Beneficiário:Lucas Rios Do Amaral
Instituição-sede: Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Agricultura de precisão   Espectroscopia   Fertilidade do solo

Resumo

A gestão localizada das áreas produtivas, o qual é o preceito básico da agricultura de precisão, é essencial para o aumento da produtividade da cultura da cana-de-açúcar. Assim, a caracterização da variabilidade espacial dos parâmetros de fertilidade do solo precisa ser efetuada satisfatoriamente para permitir a adubação e correção do solo em doses variadas. Para tanto, as tradicionais amostragens de solo em grade têm se mostrado dispendiosas e proibitivas. Dentre as alternativas que estão sendo investigadas a espectrorradiometria de solos desponta como um método promissor devido ao seu baixo custo e maior praticidade na predição de diversas propriedades do solo. Embora essa técnica apresente reconhecida eficácia em muitas aplicações, seu uso prático na predição de parâmetros químicos dos solos com precisão suficiente para direcionar a aplicação de fertilizantes e corretivos ainda é um desafio. Sendo assim, propõe-se o presente projeto de pesquisa com o objetivo principal de avaliar como a espectrorradiometria de campo pode ser utilizada na determinação da variabilidade espacial das propriedades químicas dos solos cultivados com cana-de-açúcar no Brasil. Para tanto, serão criados modelos de predição específicos, a partir de amostragens direcionadas pela variabilidade do solo previamente estabelecida com o auxílio de um sensor de condutividade elétrica. Assim, almeja-se estabelecer uma metodologia prática e eficiente para a execução da espectrorradiometria de campo, visando menor necessidade de análises químicas de solo e maior exatidão na recomendação de adubação e correção do solo em doses variadas, quantificando o ganho de informação preconizada pela agricultura de precisão. (AU)