Busca avançada
Ano de início
Entree

Sequenciamento genético, aspectos ecológicos e químicos de bacillus sp. isolado no estágio larval da abelha sem ferrão Scaptotrigona depilis

Processo: 14/23532-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2015
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia
Pesquisador responsável:Mônica Tallarico Pupo
Beneficiário:Camila Raquel Paludo
Supervisor no Exterior: Jon Clardy
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa : Harvard University, Boston, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:12/22487-6 - Estudo químico e biológico de produtos naturais de micro-organismos associados à espécie de abelha sem ferrão Scaptotrigona depilis, BP.DR
Assunto(s):Anti-infecciosos   Bacillus   Ecologia química   Insetos sociais   Produtos naturais

Resumo

Estudos demonstram que o entendimento de relações de mutualismo e parasitismo envolvendo a comunidade microbiana associada a insetos pode fornecer produtos naturais com estruturas químicas inéditas e com potencial farmacológico. Pouco se conhece acerca da comunidade microbiana envolvida com abelhas sem ferrão, como no caso da abelha Scaptotrigona depilis. Avaliando a presença de micro-organismos associados a este inseto verificou-se, no Laboratório de Química de Micro-organismos localizado na Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto-USP, que existe a presença considerável de bactérias do gênero Bacillus no pólen. Isolou-se também uma bactéria deste gênero do intestino de uma larva de S. depilis e, após triagem inicial, evidenciou-se que este micro-organismo é capaz de inibir o crescimento de patógenos humanos e entomopatógenos. Visto que, DNA ribossomal de Bacillus foi encontrado em fósseis de mais de 20 milhões de anos de uma extinta abelha sem ferrão, propõem-se que pode haver uma relação antiga de simbiose entre abelhas e bactérias do gênero Bacillus. Para entendimento da função ecológica deste micro-organismo, o doutorado sanduíche será desenvolvido em parceria com renomados pesquisadores de Harvard Medical School, entre eles Prof. Dr. Jon Clardy, que é pioneiro nesses estudos. O genoma dessa bactéria será sequenciado e seu potencial biossintético será estudado e comparado com investigações químicas feitas previamente no Brasil. Para estimular vias biossintéticas que poderão estar silenciadas, serão utilizadas técnicas de co-cultivo com o fungo Monascus ruber, isolado do favo de cria desta abelha, sendo tais extratos e seus constituintes estudados quimicamente e biologicamente. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PALUDO, CAMILA R.; MENEZES, CRISTIANO; SILVA-JUNIOR, EDUARDO A.; VOLLET-NETO, AYRTON; ANDRADE-DOMINGUEZ, ANDRES; PISHCHANY, GLEB; KHADEMPOUR, LILY; DO NASCIMENTO, FABIO S.; CURRIE, CAMERON R.; KOLTER, ROBERTO; CLARDY, JON; PUPO, MONICA T. Stingless Bee Larvae Require Fungal Steroid to Pupate. SCIENTIFIC REPORTS, v. 8, JAN 18 2018. Citações Web of Science: 4.
PALUDO, CAMILA R.; RUZZINI, EANTONIO C.; SILVA-JUNIOR, EDUARDO A.; PISHCHANY, GLEB; CURRIE, CAMERON R.; NASCIMENTO, FABIO S.; KOLTER, ROBERTO G.; CLARDY, JON; PUPO, MONICA T. Whole-Genome Sequence of Bacillus sp. SDLI1, Isolated from the Social Bee Scaptotrigona depilis. MICROBIOLOGY RESOURCE ANNOUNCEMENTS, v. 4, n. 2 MAR-APR 2016. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.