Busca avançada
Ano de início
Entree

Imageamento por micro-PET da síntese de dopamina e do processo neuroinflamatório como forma de avaliação da redução do dano dopaminérgico induzida pelo exercício físico em um modelo da Doença de Parkinson em ratos

Processo: 14/23509-9
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2015
Vigência (Término): 10 de janeiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Luiz Roberto Giorgetti de Britto
Beneficiário:Caroline Cristiano Real Gregório
Supervisor no Exterior: Erik Franciscus Johannes de Vries
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : University Medical Center Groningen (UMCG), Holanda  
Vinculado à bolsa:13/25049-2 - Correlação de parâmetros celulares, moleculares, comportamentais e neurofuncionais na Doença de Parkinson com o exercício físico em modelo animal e em tecido humano "postmortem", BP.PD
Assunto(s):Neurofisiologia

Resumo

A Doença de Parkinson (DP) é a segunda doença neurodegenerativa mais comum em idosos. Vinte por cento dos pacientes diagnosticados com DP são classificados como falso-positivos após exame post mortem. Assim, seria de grande importância o desenvolvimento de técnicas capazes de diagnosticar a doença com precisão em todas as fases da doença. A tomografia por emissão de pósitrons (PET) é uma ferramenta não-invasiva de diagnóstico muito eficaz de distúrbios metabólicos ou funcionais. O exercício, por sua vez, tem efeitos benéficos na DP, com a diminuição da perda neuronal e melhoria de comportamento, sendo uma estratégia terapêutica para a doença. O objetivo deste projeto é analisar a eficácia dos marcadores PET - [18F] FDOPA (sistema dopaminérgico) e [11C] PK11195 (resposta neuroinflamatória) como forma de avaliação dos efeitos benéficos promovidos pelo exercício. Para isto, correlacionaremos alterações histológicas em ratos com imagens neurofuncionais (um possível procedimento clínico) e testes comportamentais. Os animais serão submetidos ao modelo da DP induzida pela injeção unilateral de 6-hidroxidopamina no estriado, e posteriormente, ao protocolo intermitente de exercício em esteira. Cinco dias antes, e 8 e 30 dias após a indução da DP os ratos serão submetidos ao protocolo de micro-PET. As respostas comportamentais dos animais serão investigadas com análise do campo aberto, reconhecimento de objetos, teste de rotarod e teste do cilindro. Realizaremos imuno-histoquímica para marcar a ativação microglial com Iba-1 e o sistema dopaminérgico (enzima tirosina-hidroxilase - TH). Assim, este estudo poderá produzir dados na direção de um teste pré-clínico dos marcadores PET [18F] FDOPA e [11C]PK11195, possibilitando uma correlação da neuroimagem com eventos celulares benéficos promovidos pelo exercício na DP. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
REAL, CAROLINE C.; DOORDUIN, JANINE; FELTES, PAULA KOPSCHINA; GARCIA, DAVID VALLEZ; FARIA, DANIELE DE PAULA; BRITTO, LUIZ R.; DE VRIES, ERIK F. J. Evaluation of exercise-induced modulation of glial activation and dopaminergic damage in a rat model of Parkinson's disease using [C-11]PBR28 and [F-18]FDOPA PET. JOURNAL OF CEREBRAL BLOOD FLOW AND METABOLISM, v. 39, n. 6, p. 989-1004, JUN 2019. Citações Web of Science: 5.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.