Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise funcional dos homólogos ataxia-telangiectasia mutated (ATM) e a ataxia-telangiectasia and RAD3-related (atr) na sinalização de Dano ao DNA em Trypanosoma Cruzi

Processo: 14/21557-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2014
Vigência (Término): 30 de junho de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Molecular e de Microorganismos
Pesquisador responsável:Maria Carolina Quartim Barbosa Elias Sabbaga
Beneficiário:Luis Eduardo Lazarim
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07467-1 - CeTICS - Centro de Toxinas, Imuno-Resposta e Sinalização Celular, AP.CEPID
Assunto(s):Trypanosoma cruzi   Dano ao DNA

Resumo

O ciclo celular do Trypanosoma cruzi inclui formas proliferativas e formas que não são capazes de proliferar. A via de sinalização que leva a interrupção da replicação do DNA nas formas não proliferativas não está descrita. Como os outros processos de metabolismo de DNA, transcrição e replicação, estão inativados nas formas não proliferativas e como danos de DNA levam a célula a interromper o ciclo celular, nós estamos interessados em avaliar se vias de sinalização de dano de DNA estão presentes e podem ser ativadas nas formas não proliferativas de T. cruzi. Nosso grupo identificou no genoma de T.cruzi (www.tritrypdb.org), genes homólogos aos genes ATM e ATR de levedura, que codificam proteínas sabidamente envolvidas na via de sinalização de dano de DNA levando a interrupção do ciclo celular. Nesses genes foi identificado o domínio PI3Kc_like super family no homólogo de ATM e o domínio PIKKc_ATR no homólogo ATR. Neste projeto, pretendemos expressar parte das proteínas codificadas por estes genes e obter anticorpo contra estas proteínas. Em seguida, pretendemos induzir quebra de dupla fita e estresse proliferativo nas formas proliferativas a fim de verificar o papel destas proteínas na sinalização de dano de DNA. Para tanto, realizaremos ensaio de imunofluorescência para avaliar a formação de focos nucleares que correspondem a ativação de ATM e ATR. Uma vez comprovado o papel destas proteínas na sinalização de dano, avaliaremos a possível ativação destas proteínas nas formas não proliferativas de T. cruzi. A caracterização funcional de ATM e ATR e a disponibilidade destes anticorpos fornecerá ferramentas importantes para o estudo de replicação e reparo de DNA em Trypanosoma.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.