Busca avançada
Ano de início
Entree

Comportamento de forrageio da abelha sem ferrão Plebeia droryana em relação aos recursos alimentares marcados com os feromônios de Trigona hyalinata (Hymenoptera: Apidae, Meliponini)

Processo: 14/24230-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2015
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia
Pesquisador responsável:Fábio Santos do Nascimento
Beneficiário:Ana Paula Cipriano
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Ecologia química   Comportamento de forrageamento animal   Abelhas

Resumo

Os insetos sociais possuem uma complexa organização social e são capazes de realizar as mais diversas tarefas de maneira coordenada. A comunicação é fundamental para que haja a organização das atividades dentro das colônias e uma das tarefas essenciais para a sobrevivência desses indivíduos é a busca pelo alimento. A utilização da informação social para indicar uma fonte de alimento é denominada comunicação de recrutamento. As abelhas altamente eussociais dos grupos Apini e Meliponini se utilizam de métodos sofisticados para explorar os recursos alimentares. Em contraponto a Apini, grupo no qual a ecologia e o comportamento de forrageio estão bastante estudados, existe uma carência desse tipo de informação para Meliponini. Este grupo grande e diverso de abelhas sociais apresenta uma variedade de estratégias de forrageio, de modo que a comunicação de recrutamento pode estar presente ou ausente. Além disso, frequentemente indivíduos de diferentes espécies utilizam as mesmas fontes de alimento, podendo ocorrer interações entre diferentes espécies durante o forrageio e eventual competição. Como resultado desse ambiente altamente competitivo, é esperado que a habilidade de explorar os sinais deixados por outras espécies nas fontes de alimentos tenha evoluído nesse grupo. Embora alguns estudos já tenham evidenciado a existência de uma comunicação heteroespecífica em Meliponini, esse aspecto da ecologia dessas abelhas ainda permanece pouco explorado. Assim, o presente projeto objetiva investigar as respostas comportamentais de Plebeia droryana, espécie que forrageira solitariamente, aos feromônios utilizados por Trigona hyalinata, uma espécie que recruta em massa e que defende agressivamente os recursos aliementares. A avaliação dessas respostas pode fornecer informações importantes para o entendimento da evolução das diferentes estratégias de forrageio em Meliponini. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.