Busca avançada
Ano de início
Entree

Decifrando a dinâmica de paleo complexos de subducção a partir do estudo do metamorfismo: o caso do complexo acrescionário Cretácico de alta pressão de Diego de Almagro (Patagônia chilena)

Processo: 14/23422-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2015
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Caetano Juliani
Beneficiário:Thaís Nogueira Hyppolito
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IGC). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Petrologia metamórfica   Geotectônica   Geoquímica

Resumo

Reconstruir a história de complexos metamórficos requer a caracterização detalhada das variações composicionais (e.g., zonamentos químicos) de fases minerais e assembleias em seus microdomínios texturais e estruturais. Esta prática consiste no primeiro passo para se decifrar as condições P-T de formação de um complexo metamórfico, as quais, por sua vez, permitem reconstruir os processos envolvidos na formação e evolução desses ambientes tectônicos. Dentre esses complexos, aqueles formados sob condições de alta pressão em paleozonas de subducção são de grande interesse, por representarem evidências diretas da evolução de cinturões orogênicos. O registro geológico que aflora na remota ilha Diego de Almagro, Patagônia Chilena (51º 30' S), inclui um dos raros e quase inexplorados complexos de alta pressão cretácicos formados na margem sudoeste do Gondwana/América do Sul, ativa desde pelo menos o Paleozoico Médio, e acrescidos ao embasamento metamórfico do Chile. Neste complexo metamórfico afloram xistos azuis e anfibolitos, descritos como vestígios profundos da zona de subducção/paleoprisma de acresção. Mais recentemente após expedição realizada por este grupo de pesquisa (FAPESP 2004/10203) descreveu-se por primeira vez nessa localidade relíquias de rochas retroeclogíticas, as quais constituem evidências de rochas formadas em ambiente oceânico subductadas e exumadas de grandes profundidades (ca. 60 km), condições essas ainda não reconhecidas nos complexos acrescionários mesozoicos da Patagônia. Sendo o metamorfismo um processo dinâmico, relacionado à variação da pressão, temperatura e esforços, as condições P-T progressivas e retrógradas, os diferentes estilos de deformação, as fases minerais e as idades registradas pelas rochas metamórficas formadas nas zonas de subducção, sob condições de alta razão dP/dT, permitem obter dados sobre a dinâmica de porções profundas da interface de subducção. A combinação de estudos químico-texturais em mapas composicionais de raios X, com a avaliação das relações de fases em diagramas de fases projetivos, e pseudosseções para o cálculo de progressivas assembleias metamórficas em equilíbrio, constitui metodologia fundamental na condução do estudo das rochas metamórficas, a qual tem sido aplicada por este grupo de pesquisa no estudo de rochas metamórficas da Protomargem Andina no Chile central (FAPESP 2012/01191-1). Esta proposta de pesquisa visa, a partir da caracterização do metamorfismo do complexo de rochas de alta pressão da ilha Diego de Almagro, incluindo rochas retroeclogíticas, anfibolitos, xistos azuis e granada micaxistos, decifrar a dinâmica do canal de subducção e os processos envolvidos na conformação de um prisma acrescionário. Nesse sentido, processos de acresção, exumação e a evolução termal da zona de subducção poderão ser investigados num complexo metamórfico ainda pouco explorado.

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ANGIBOUST, SAMUEL; CAMBESES, AITOR; HYPPOLITO, THAIS; GLODNY, JOHANNES; MONIE, PATRICK; CALDERON, MAURICIO; JULIANI, CAETANO. A 100-m.y.-long window onto mass-flow processes in the Patagonian Mesozoic subduction zone (Diego de Almagro Island, Chile). GEOLOGICAL SOCIETY OF AMERICA BULLETIN, v. 130, n. 9-10, p. 1439-1456, SEP 2018. Citações Web of Science: 5.
ANGIBOUST, S.; YAMATO, P.; HERTGEN, S.; HYPPOLITO, T.; BEBOUT, G. E.; MORALES, L. Fluid pathways and high-P metasomatism in a subducted continental slice (Mt. Emilius klippe, W. Alps). JOURNAL OF METAMORPHIC GEOLOGY, v. 35, n. 5, p. 471-492, JUN 2017. Citações Web of Science: 10.
ANGIBOUST, SAMUEL; HYPPOLITO, THAIS; GLODNY, JOHANNES; CAMBESES, AITOR; GARCIA-CASCO, ANTONIO; CALDERON, MAURICIO; JULIANI, CAETANO. Hot subduction in the middle Jurassic and partial melting of oceanic crust in Chilean Patagonia. GONDWANA RESEARCH, v. 42, p. 104-125, FEB 2017. Citações Web of Science: 7.
HYPPOLITO, THAIS; ANGIBOUST, SAMUEL; JULIANI, CAETANO; GLODNY, JOHANNES; GARCIA-CASCO, ANTONIO; CALDERON, MAURICIO; CHOPIN, CHRISTIAN. Eclogite-, amphibolite- and blueschist-facies rocks from Diego de Almagro Island (Patagonia): Episodic accretion and thermal evolution of the Chilean subduction interface during the Cretaceous. LITHOS, v. 264, p. 422-440, NOV 1 2016. Citações Web of Science: 12.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.