Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da associação dè cloroquina com 5-Fluoracil sôbre a imunogenicidade dós exossomos dè células tumorais

Processo: 14/12548-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2015
Vigência (Término): 31 de julho de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Graziela Gorete Romagnoli
Beneficiário:Marina Melo de Almeida
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Cloroquina   Exossomos   Monócitos   Quimioterapia

Resumo

Os regimes de quimioterapia com dose máxima tolerável (MTD) dos agentes antineoplásicos podem provocar efeitos tóxicos ao paciente, enquanto o intervalo exigido entre as aplicações pode propiciar o desenvolvimento de células resistentes às drogas. Como alternativa à MTD, alguns centros empregam o regime metronômico de quimioterapia, baseado no uso contínuo de doses mais baixas dos agentes antitumorais, com objetivo de manter níveis séricos efetivos da droga. Entretanto, também se observa nesses casos o desenvolvimento de resistência às drogas, sendo um desses mecanismos a autofagia, um processo que permite que as células tumorais se adaptem às mudanças no ambiente causadas pela droga. Estudos recentes mostram que a cloroquina (CQ), uma droga utilizada como antimalárico, diminui a autofagia nas células tumorais, deixando-as mais suscetíveis ao quimioterápico 5-Fluoracil (5-FU). Uma vez que a CQ inibe a fusão de vesículas com os lisossomos, interferindo assim na via de degradação, consideramos que outras vias poderiam ser favorecidas pela exposição à droga, como por exemplo, a secreção de exossomos (Exo) por células tumorais. Os Exo são nanovesículas de origem endossomal, presentes em fluidos corpóreos e que participam da comunicação intercelular. Exo liberados de células tumorais funcionam como fonte de antígenos e em alguns casos induzem resposta antitumoral. Dessa forma o objetivo do presente estudo é verificar se a ação combinada de baixa dose de 5-FU com CQ pode aumentar a liberação de Exo pelas células tumorais, além de conferir maior imunogenicidade aos mesmos. Para tal, será verificado se esses Exo podem alterar o fenótipo de monócitos, induzindo aumento da expressão de marcadores envolvidos na resposta linfocitária.