Busca avançada
Ano de início
Entree

Regeneração muscular na lesão induzida pelo exercício excêntrico: sinalização via STAT3 na proliferação e diferenciação das células satélites

Processo: 14/21005-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2015
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Niels Olsen Saraiva Câmara
Beneficiário:Luiz Augusto Buoro Perandini
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/02270-2 - Novos mecanismos celulares, moleculares e imunológicos das lesões renais agudas e crônicas: busca por novas estratégias terapêuticas, AP.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):15/26767-1 - O papel da via não-canônica Stat3/TGF-B1 no destino de células satélites de camundongos mdx, BE.EP.PD
Assunto(s):Células-tronco   Exercício físico   Regeneração muscular

Resumo

O processo de regeneração muscular ocorre em resposta a estímulos que causem uma lesão nas fibras musculares. Entender os mecanismos desse processo tem sido alvo de diversos estudos já que a redução dessa capacidade foi associada com condições de fragilidade e mortalidade precoce. Dessa forma, aqui, formulamos a hipótese de que as células satélites coordenam o processo de regeneração muscular via sinalização da Stat3 em resposta ao dano muscular induzido por exercício excêntrico. Assim, o objetivo do presente estudo será avaliar o papel da Stat3 na proliferação e diferenciação das células satélites no processo de regeneração muscular após lesão induzida pelo exercício excêntrico. Para tanto, serão utilizados camundongos C57Bl/6 como controles (WT), camundongos Myf5-Cre/Stat3flox/flox e Myf5CreER/Stat3flox/flox. Todos os camundongos terão oito semanas de idade. Inicialmente, os animais serão submetidos a uma sessão de exercício excêntrico por 60 minutos, a 17 m/min e -15% de inclinação para a determinação da curva de tempo resposta da proliferação e diferenciação das células satélites, bem como dos marcadores de dano e regeneração muscular. Esses marcadores serão avaliados nos músculos extensor longo dos dedos (EDL) e gastrocnêmio (GC) após 4 horas, 1, 3, 5 e 10 dias de recuperação. A partir desse experimento, os camundongos serão submetidos ao exercício excêntrico e os sacrifícios serão realizados de acordo com a curva de tempo-resposta para cada músculo. A fim de identificar o papel do Stat3 na regeneração muscular em resposta ao exercício excêntrico, inicialmente os camundongos Myf5-Cre/Stat3flox/flox realizarão a sessão de exercício e os marcadores de proliferação e diferenciação das células satélites serão avaliados. Para identificar o papel do Stat3 individualmente na proliferação e diferenciação das células satélites, os camundongos Myf5CreER/Stat3flox/flox realizarão a sessão de exercício e será aplicado o tamoxifeno no pico de proliferação e diferenciação, separadamente. O tratamento com tamoxifeno abolirá a expressão de Stat3 somente em células satélites. Similarmente, será feito o transplante de células satélites provenientes de animais WT e Myf5-Cre/Stat3flox/flox nos mesmos momentos. Por fim, ambos os animais serão submetidos ao exercício físico excêntrico crônico para avaliar se a resposta observada após uma sessão aguda se reproduz após estímulos consecutivos. A partir desses experimentos, espera-se que a regeneração muscular esteja prejudicada nos animais com ablação do Stat3 nas células satélites e que isso seja decorrente de uma falha na proliferação das células satélites. Esses resultados auxiliarão no entendimento da sinalização das células satélites no processo de regeneração muscular, o que permitirá buscar novas estratégias que minimizem os efeitos deletérios da redução da capacidade regenerativa do músculo. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PERANDINI, LUIZ AUGUSTO; CHIMIN, PATRICIA; LUTKEMEYER, DIEGO DA SILVA; SARAIVA CAMARA, NIELS OLSEN. Chronic inflammation in skeletal muscle impairs satellite cells function during regeneration: can physical exercise restore the satellite cell niche?. FEBS Journal, v. 285, n. 11, p. 1973-1984, JUN 2018. Citações Web of Science: 8.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.