Busca avançada
Ano de início
Entree

Aspectos epidemiológicos, perfis de sensibilidade e produção de biofilme de espécies fúngicas isoladas de casos de mastite bovina

Processo: 14/03437-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2015
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Sandra de Moraes Gimenes Bosco
Beneficiário:Tarsila Franckin
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Micologia   Antifúngicos   Leveduras   Biofilmes   Fungos   Mastite bovina

Resumo

A mastite é a principal afecção na bovinocultura leiteira e que pode acarretar inúmeros impactos no processo de produção do leite. A doença caracteriza-se pela inflamação da glândula mamária, na qual o agente infeccioso invade o úbere e se multiplica. O mau funcionamento e manejo inadequado do sistema de ordenha, a falta de higiene e limpeza das instalações e equipamentos são os principais fatores que favorecem a ocorrência da mastite. Além disto, o uso prolongado de antimicrobianos também pode ser um fator agravante, caso não seja realizada uma assepsia adequada no momento da aplicação do medicamento. Os agentes envolvidos em casos de mastite bovina podem ser bactérias, fungos (filamentosos e leveduras), algas e vírus, sendo que as bactérias são os agentes isolados com maior frequência. No caso da mastite fúngica bovina, os fungos filamentosos são isolados esporadicamente, enquanto que as leveduras são mais frequentemente isoladas. Apesar de as bactérias serem os agentes mais comumente encontrados, vários casos esporádicos de mastite fúngica têm sido registrados. Desta forma, o objetivo deste trabalho é descrever as características da mastite fúngica, visando proporcionar um maior entendimento sobre a doença e possíveis medidas de prevenção e tratamento. Para isto, será realizada a identificação morfofisiológica e molecular de agentes isolados de amostras de leite de casos de mastite e, subsequentemente, serão realizadas análises para avaliação do perfil de sensibilidade a antifúngicos e capacidade de produção de biofilme das espécies encontradas, sendo que a capacidade de produzir biofilme é um importante fator de virulência que pode agravar o quadro infeccioso e dificultar o tratamento da doença. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
FRANCKIN, Tarsila. Produção de biofilme, perfil de sensibilidade e aspectos epidemiológicos de espécies fúngicas e algas do gênero Prototheca isoladas de casos de mastite bovina. 2016. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Botucatu)..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.