Busca avançada
Ano de início
Entree

Comparação da dieta do lobo-guará (Chrysocyon brachyurus) em duas Unidades de Conservação do Estado de São Paulo

Processo: 14/19133-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2015
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Zoologia Aplicada
Pesquisador responsável:Rita de Cassia Bianchi
Beneficiário:Guilherme Malheiros Gião Filho
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Canidae   Dieta   Carnivora

Resumo

O lobo-guará (Chrysocyon brachyurus) é o maior canídeo Sul-Americano (25 kg) e possui grandes áreas de vida, o que torna o processo de perda de hábitat e, consequentemente, fragmentação, uma das maiores ameaças a essa espécie. A maior parte da dieta dessa espécie é baseada em frutos e pequenos vertebrados, principalmente, roedores. É considerada uma espécie oportunista, alimentando-se dos itens mais abundantes. Também pode ocorrer o consumo de frutos cultivados e de animais domésticos o que pode levar a conflitos entre o lobo-guará e os moradores de áreas rurais podendo aumentar as mortes por perseguição. O objetivo do estudo será avaliar e comparar os principais itens consumidos pelo lobo-guará no Parque Estadual Furnas do Bom Jesus (2.067 ha), município de Pedregulho, e na Estação Ecológica de Jataí (9.100 ha), município de Luiz Antônio. Para avaliar a dieta dessa espécie, as fezes serão coletadas nas áreas e serão identificadas como sendo do labo-guará por meio de pegadas associadas e/ou pela presença do pelo do predador encontrado frequentemente nas fezes em função do comportamento de auto-limpeza o que leva a ingestão dos próprios pelos. No laboratório as fezes serão mantidas em estufa por no mínimo 24 horas com temperatura média de 60°C. Depois de secas, as fezes serão lavadas sob peneiras de malha fina e os itens retidos serão novamente secos para posterior identificação. Itens como dentes, pelos, unhas, escamas, vértebras e outros fragmentos de ossos serão separados e identificados, utilizando-se um microscópio estereoscópico. Itens como pelos, escamas, dentes e vértebras serão comparados com material de referência. A identificação dos frutos ingeridos ocorrerá por comparação com material botânico coletado na área de estudo. Esperamos que a dieta do lobo-guará seja mais rica e com maior consumo de vertebrados na área de maior tamanho e na área de menor tamanho, maior consumo de frutos e invertebrados, bem como consumo eventual de animais domésticos. Os resultados poderão nortear medidas de manejo e conservação dessa espécie nestas áreas e será uma importante ferramenta de educação ambiental.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.