Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise e modelagem geoespacial das áreas sob risco de alagamentos na cidade de São Paulo

Processo: 14/21948-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2015
Vigência (Término): 30 de novembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geografia Física
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Marcos César Ferreira
Beneficiário:Talytha Accioly Simões Coelho
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IG). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Análise espacial   Geoprocessamento   Inundações   Desastres ambientais   São Paulo (SP)

Resumo

O desenvolvimento e crescimento da área urbana nos últimos séculos acarretaram numa maior disputa pelo espaço. Em resposta a essa ocupação desordenada os eventos naturais são intensificados, principalmente pela alteração da infiltração e da vazão, além da mudança nas características originais dos cursos d água. Uns dos principais fenômenos que afetam as cidades são aqueles relacionados à questão hídrica como enchentes, inundações e alagamentos. Estes são eventos naturais que quando passam a atingir a população e causar danos materiais e imateriais são denominados desastres naturais. O Brasil é um dos países do mundo mais atingidos por inundações e enchentes e é o 10º colocado entre os países com maior número de vítimas de desastres naturais (TOMINAGA, 2012). A avaliação da intensidade dos desastres é essencial para o planejamento e recuperação da área atingida. O gerenciamento de desastres tem objetivo de prevenir os riscos, mas os problemas de gestão pública ainda são tratados de forma fragmentada, na qual a minimização desses danos não é de forma tão eficiente. Há a necessidade de estudos e políticas para que seja efetiva essa prevenção, contando com o apoio de pesquisadores; poder público; comunidade, além da vinculação de ações ao plano diretor do município e o comitê de Bacias Hidrográficas, entre outros fatores. Um dos estados mais atingidos por desastres naturais é o estado de São Paulo, no qual é atingido por enchentes e inundações ao longo dos principais cursos d água. A cidade de São Paulo, um dos maiores centros urbanos do mundo, por sua magnitude e ampla modificação do espaço natural é atingida frequentemente por esses eventos. Sendo, portanto essencial a análise e mapeamento dos casos históricos e atuais para prevenção e alerta a população a fim de reduzir os danos e mortes ocasionados por esses fatores hidrológicos no espaço urbano. A pesquisa será realizada com base nos pontos de alagamento registrados na cidade de São Paulo através do programa Crowdmap (Poli/USP) e do CGE, a partir do qual serão definidas áreas com maior densidade de pontos, por meio do estimador de densidade Kernel. Posteriormente, será calculado a intensidade de precipitação dessas áreas através de dados pluviométricos das estações presentes na cidade, que possuam registros de mais de 30 anos, por meio de metodologia de desagregação de chuvas e a classificação da intensidade das precipitações. E por fim será confeccionado um mapa de uso e ocupação do solo das proximidades dos setores com maior risco de ocorrência de alagamento, com o auxílio de uma cena do sistema orbital Rapideye. Nestas áreas será realizada a caracterização socioeconômica da população por meio de dados do censo do IBGE 2010. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.