Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação proteômica do fluido folicular de vacas holandesas submetidas ao estresse térmico

Processo: 14/21257-2
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2015
Vigência (Término): 31 de agosto de 2016
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:João Carlos Pinheiro Ferreira
Beneficiário:Rodrigo de Andrade Ferrazza
Supervisor no Exterior: Peter David Eckersall
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Glasgow, Escócia  
Vinculado à bolsa:13/20083-8 - Estudo in vivo dos fatores envolvidos no estabelecimento da dominância e atresia folicular em vacas holandesas e o efeito do estresse térmico sobre esses fenômenos, BP.DR
Assunto(s):Bovinos   Vacas   Gado Holandês   Bos taurus   Proteômica   Folículo ovariano   Espectrometria de massas

Resumo

A redução da fertilidade associada ao verão é um problema multifatorial. A hipertermia pode afetar a função celular em vários tecidos do trato reprodutivo da fêmea. Os produtores de leite podem alterar o seu programa reprodutivo na tentativa de lidar com os efeitos negativos do estresse calórico. Esta proposta terá como objetivo estudar a expressão de proteínas no fluido folicular de vacas submetidas ao estresse calórico. Para isso, 24 vacas não lactantes da raça Holandesa serão sincronizadas por meio do protocolo Ovsynch®. A partir do dia da ovulação (d2), as vacas serão contemporaneamente e aleatoriamente divididas nos tratamentos termoneutro (TN, n = 12) ou estresse térmico (ET, n = 12). A temperatura e a umidade da câmara bioclimática será de 24°C e 60% para TN e 38°C e 60% para ET. A ultrassonografia transretal de todas as estruturas ovarianas será realizada duas vezes ao dia por um único operador para caracterizar a dinâmica e o desvio folicular. O fluido folicular dos dois maiores folículos será aspirado, empregando-se a técnica guiada por ultrassonografia transvaginal, nos momentos do desvio e após a aquisição da capacidade ovulatória. Uma alíquota do fluido folicular será destinada para mensuração das concentrações de progesterona e estrógeno, pelo método de radioimunoensaio. A concentração de proteína total será determinada pelo método do ácido bicinconínico. As proteínas totais serão analisadas por eletroforese 2D em gel de poliacrilamida, e em seguida por espectrometria de massa. Para o agrupamento das proteínas homólogas serão utilizadas técnicas computacionais. Para a análise estatística serão utilizadas as variáveis diâmetro folicular, concentrações de estradiol e progesterona no fluido folicular e densidade óptica integrada das proteínas diferenciais. Os dados serão analisados usando ANOVA e as diferenças entre as médias serão obtidos usando o teste LSD de Fischer. Diferença estatística será considerada quando P<0,05 e tendência quando P<0,10. Os resultados obtidos a partir da análise proteômica fornecerão informações para um melhor entendimento dos mecanismos moleculares envolvidos na foliculogênese que permitirá maior controle sobre a função reprodutiva e novas abordagens no tratamento de infertilidade causada pelo estresse calórico. Além disso, poderá funcionar como base de ferramentas para melhor explorar o potencial reprodutivo de fêmeas bovinas e obtenção de melhores resultados no uso de biotecnologias reprodutivas. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FERRAZZA, RODRIGO DE ANDRADE; MOGOLLON GARCIA, HENRY DAVID; DOS SANTOS SCHMIDT, ELIZABETH MOREIRA; CARMICHAEL, MONIKA MIHM; DE SOUZA, FABIANA FERREIRA; BURCHMORE, RICHARD; SARTORI, ROBERTO; ECKERSALL, PETER DAVID; PINHEIRO FERREIRA, JOAO CARLOS. Quantitative proteomic profiling of bovine follicular fluid during follicle development. BIOLOGY OF REPRODUCTION, v. 97, n. 6, p. 835-849, DEC 2017. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.