Busca avançada
Ano de início
Entree

Portugal e o exílio brasileiro (1974-1979)

Processo: 15/00647-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2015
Vigência (Término): 31 de julho de 2015
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Pesquisador responsável:Francisco Carlos Palomanes Martinho
Beneficiário:Rodrigo Pezzonia
Supervisor: António Costa Pinto
Instituição Sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa: Universidade de Lisboa, Portugal  
Vinculado à bolsa:13/06638-7 - Exílio e retorno: a transição brasileira entre a Europa e o Brasil (1974-1988), BP.DR
Assunto(s):Brasil   Governo militar   Exílio   Portugal
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Abertura | Brasil | Ditadura Militar | Exílio | Portugal | Retorno | História do Brasil Republicano

Resumo

Este projeto de pesquisa tem como objetivo melhor compreender o exílio brasileiro a partir dos asilados acolhidos em Portugal em um momento posterior à revolução ocorrida em 25 de abril de 1974. É sabido que parte das esquerdas brasileiras neste período já iniciava o processo de autocrítica, principalmente pelas derrotas e perdas de vidas ocorridas nas tentativas revolucionárias até então, seja no Brasil, seja no Chile. Mas entendemos que o ambiente encontrado pelos brasileiros após a Revolução dos Cravos, pode ter sido determinante para as últimas resoluções do exílio no que se refere à afirmação ou modificação de suas posições, ou seja, por um lado, a manutenção do modelo revolucionária e de outro, o combate pelas vias democráticas. Este último se traduzia no aceite em defender a causa da Anistia. Aliás, o próprio conceito de Anistia (ou sobre qual deveria ser sua abrangência) era duramente debatido naquela segunda metade da década de 1970. Também naquele Portugal podia ser identificado o processo introdutório da reestruturação partidária que veríamos no Brasil nos anos finais da década de 1970, e ao longo dos anos 80. Dali, os debates sobre a volta do pluripartidarismo fizeram renascer o Partido Trabalhista Brasileiro (depois renomeado Partido Democrático Trabalhista), mas também auxiliou nas decisões de acomodação partidária daqueles que logo retornariam ao Brasil.Nessa perspectiva, nossa proposta de realização de um período de estudos e pesquisa em Portugal, tem como objetivo aprofundar nossos conhecimentos e análises acerca da passagem dos brasileiros em seu exílio por aquele país, suas trajetórias, rupturas, permanências e possíveis influencias políticas trazidas para o Brasil do exílio português. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)