Busca avançada
Ano de início
Entree

Escritura e gênese do estilo de Flaubert: análise comparativa das anotações de Flaubert e Maxime Du Camp da viagem para o Oriente

Processo: 14/25666-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2015
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2018
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Literaturas Estrangeiras Modernas
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Philippe Leon Marie Ghislain Willemart
Beneficiário:Lucia Amaral de Oliveira Ribeiro
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/08942-0 - Brépols franco-brasileiro e outros manuscritos, AP.TEM
Assunto(s):Crítica genética   Literatura francesa

Resumo

Esta pesquisa em crítica genética e literatura francesa do século XIX integra o projeto temático do Laboratório do Manuscrito Literário, coordenado por Philippe Willemart, da Universidade de São Paulo (USP). Será realizada em colaboração com o projeto sobre a viagem ao Oriente de Flaubert e Du Camp, coordenado por Stéphanie Dord-Crouslé e Sarga Moussa, pesquisadores do Centre National de la Recherche Scientifique (CNRS), da unidade de pesquisa Littérature, idéologies, représentations (LIRE). A pesquisa abrange: manuscritos inéditos dos cadernos da viagem ao Oriente de Flaubert e o que foi publicado postumamente; manuscritos e textos publicados de Maxime Du Camp; e cartas que Flaubert e Du Camp escreveram durante a viagem. O objetivo da pesquisa é trazer novos elementos para a compreensão de traços distintivos do estilo e da escritura de Flaubert, a partir da análise comparativa de seus textos e os de Maxime Du Camp relativos à viagem que fizeram juntos para o Oriente, no período de 1849 a 1851. Semelhanças nos temas e modos de escrever esses textos denotam influência recíproca. Flaubert não quis publicar as anotações da viagem, que constituem um lugar de experiência com a linguagem, uma espécie de laboratório de formas, que depois, com mudanças, ele integra em seus romances. A análise visa cercear processos de escritura de Flaubert e a construção de imagens e cenas nos seus textos da viagem. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)