Busca avançada
Ano de início
Entree

Ecologia trófica de Mesoclemmys vanderhaegei (Testudines, Chelidae) em paisagem silvicultural por meio da metodologia de isótopos estáveis

Processo: 14/22035-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2015
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Thiago Simon Marques
Beneficiário:Luciana Mulero Beloto
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Carbono   Nitrogênio

Resumo

Apesar do cágado Mesoclemmys vanderhaegei apresentar ampla distribuição geográfica na América do Sul, poucos estudos foram desenvolvidos em relação à sua ecologia e história natural. A ocorrência da espécie no Brasil parece estar associada com o domínio do Cerrado que vem sendo substituído extensivamente por áreas agrícolas nas últimas décadas. No entanto, M. vanderhaegei vem sendo encontrado em áreas antrópicas, o que torna o conhecimento das estratégias que a espécie utiliza para sobreviver nestes ambientes, crucial para sua conservação. A expansão das áreas agrícolas traz novos elementos na composição da paisagem que alteraram a disponibilidade e distribuição dos recursos, além de serem capazes de mudar drasticamente as interações intraespecíficas (e.g. ontogenéticas e sexuais). Neste contexto, a metodologia de isótopos estáveis é uma ferramenta-chave, pois a análise de um tecido animal pode fornecer uma medida integrada tanto de assimilação dos recursos alimentares quanto do uso do habitat. Assim, este estudo tem como objetivo examinar a ecologia trófica de M. vanderhaegei em paisagem silvicultural por meio da metodologia que se baseia na determinação de isótopos estáveis de carbono e nitrogênio.