Busca avançada
Ano de início
Entree

Treinamento físico aeróbico e estimulação colinérgica por brometo de piridostigmina previamente ao infarto do miocárdio: papel na função cardíaca e autonômica

Processo: 14/19086-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2015
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Érico Chagas Caperuto
Beneficiário:Nicolle Martins Carrozzi
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde. Universidade São Judas Tadeu (USJT). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Infarto do miocárdio   Hemodinâmica   Função cardíaca   Treinamento físico

Resumo

O prejuízo da função ventricular bem como o desarranjo do sistema nervoso autonômico usualmente conduz a altas taxas de mortalidade em pacientes após o infarto do miocárdio (IM). Os benefícios cardiovasculares, imunológicos e autonômicos do treinamento físico (TF) aeróbico têm levado muitos investigadores a sugerirem esta ferramenta como conduta não farmacológica importante no tratamento e na prevenção do IM e da insuficiência cardíaca. Por outro lado, a administração brometo de piridostigmina (PIR), um estimulador colinérgico indireto, vem demonstrando efeitos positivos na função autonômica de indivíduos saudáveis, em pacientes coronarianos (em resposta ao exercício), bem como em animais infartados. Nesse sentido, a pergunta que surge é: a associação do TF aeróbico com a administração de PIR previamente ao IM pode desencadear efeitos positivos adicionais na resposta autonômica e ventricular ao IM? Dessa forma, o objetivo do presente estudo será avaliar as respostas ventriculares, hemodinâmicas e autonômicas da isquemia miocárdica em ratos previamente submetidos ao TF aeróbico associado ao tratamento com PIR. Os animais serão submetidos a 60 dias de TF aeróbico e, ao final do protocolo, será realizada a isquemia miocárdica por ligadura da artéria coronária descendente anterior esquerda. Após o IM, as avaliações hemodinâmicas, da função ventricular, bem como da função autonômica serão realizadas. Os resultados serão apresentados como média ± erro padrão da média e os testes estatísticos de ANOVA serão devidamente aplicados. P<0,05 serão considerados significativos.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FERIANI, DANIELE J.; COELHO-JUNIOR, HELIO J.; DE OLIVEIRA, JULIANA C. M. F.; DELBIN, MARIA A.; MOSTARDA, CRISTIANO T.; DOURADO, PAULO M. M.; CAPERUTO, ERICO C.; IRIGOYEN, MARIA C. C.; RODRIGUES, BRUNO. Pyridostigmine Improves the Effects of Resistance Exercise Training after Myocardial Infarction in Rats. FRONTIERS IN PHYSIOLOGY, v. 9, FEB 12 2018. Citações Web of Science: 5.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.