Busca avançada
Ano de início
Entree

Impacto das condições de trabalho no corte de cana-de-açúcar queimada em marcadores inflamatórios pulmonares, sistêmicos e na função renal

Processo: 14/10957-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2015
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Ubiratan de Paula Santos
Beneficiário:Marceli Rocha Leite
Instituição-sede: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Poluição do ar   Cana-de-açúcar   Marcadores inflamatórios   Pneumologia

Resumo

O trabalho em condições de sobrecarga física, térmica e com exposição a poluentes, que envolvem milhares de trabalhadores em diversas atividades, tem sido mais estudado em atividades no corte de cana-de-açúcar. Relatos de mortes súbitas por causas não esclarecidas, estudos evidenciando alterações na função pulmonar, no clearance mucociliar e em marcadores de risco cardiovasculares e neoplásicos tem sido publicado nos últimos anos. Estudo piloto de nosso grupo revelou também efeito na função renal, que pode auxiliar na compreensão de achados de estudos epidemiológicos realizados em países da América Central, aonde vem sendo verificado epidemia de insuficiência renal crônica em cortadores de cana. As hipóteses sugerem efeito combinado da desidratação, sobrecarga térmica, rabdomiólise e da exposição a poluentes, mas nenhum estudo ainda conseguiu fornecer plausibilidade biológica adequada para as evidências. O presente estudo tem como objetivo avaliar o impacto das condições de trabalho em marcadores inflamatórios pulmonares, sistêmicos e na função renal em trabalhadores envolvidos no corte de cana-de-açúcar queimada. Serão avaliados 60 trabalhadores, uma vez antes e duas vezes durante a safra de cana-de-açúcar, com medidas pré e pós-jornada diária de trabalho, de maneira a avaliar efeito subagudo/crônico (pré-safra x safra) e agudo (pré e pós-jornada de trabalho). Marcadores inflamatórios pulmonares, sistêmicos e da função renal, em amostras de sangue e urina serão estudados nas avaliações antes e durante a safra. Medidas das concentrações de poluentes e do clima serão realizadas concomitante com as avaliações clinico-laboratoriais. (AU)