Busca avançada
Ano de início
Entree

Resposta tecidual da próstata frente ao tratamento com Nintedanibe em camundongos transgênicos para o adenocarcinoma (TRAMP) em diferentes estágios de desenvolvimento do tumor

Processo: 13/26677-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2015
Vigência (Término): 01 de março de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Citologia e Biologia Celular
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Valéria Helena Alves Cagnon Quitete
Beneficiário:Raquel Frenedoso da Silva
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):16/13913-2 - Mecanismo molecular com base em Nintedanibe na terapia do câncer da próstata, BE.EP.DR
Assunto(s):Próstata   Neoplasias da próstata

Resumo

O câncer de próstata tem sido amplamente estudado devido ao grande número de indivíduos afetados por esse tipo de lesão, além da complexidade de funcionamento e desenvolvimento desse órgão se considerando a importante interação epitélio-estroma como fator primordial para a alteração prostática. Especial atenção tem sido dada ao estudo dos inibidores da via de FGFs e VEGF, como o Nintedanibe (BIBF 1120), um composto capaz de inibir a angiogênese, impedir a proliferação celular e diminuir o volume tumoral, utilizado na prevenção, intervenção e regressão do câncer de próstata. Uma vez que não há a cura direta por meio de agentes químicos para o câncer de próstata em estágio avançado e que ainda não se conseguiu estabelecer estratégias terapêuticas totalmente seguras e eficazes para o tratamento, estudos priorizando novas drogas com modelos animais que simulem essa doença no homem têm sido fundamentais para que estratégias efetivas na prevenção e progressão dessa doença sejam conhecidas. No presente estudo, camundongos transgênicos para adenocarcinoma de próstata (TRAMP) serão tratados com Nintedanibe, na dose de 10mg/Kg/dia, em diferentes estágios do desenvolvimento tumoral, ou seja, lesão maligna prostática nos estágios inicial (8 semanas), intermediário (12 semanas) e avançado (22 semanas). Após o fim do tratamento, o lobo ventral da próstata será coletado para análise do perfil estrutural, imunohistoquímico e da quantificação proteica por Western Blotting e análise de toxicidade da droga através da morfologia do fígado. Além disso, serão analisados os possíveis processos metastáticos e possíveis efeitos adversos do Nintedanibe nos testículos dos animais através de análise de quantidade e qualidade espermática e de imunohistoquímica. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.