Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do nível de mistura em animais da raça Canchim e grupo genético ma utilizando painel de polimorfismos de nucleotídeo único de alta densidade

Processo: 15/02601-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 20 de abril de 2015
Vigência (Término): 23 de outubro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Genética e Melhoramento dos Animais Domésticos
Pesquisador responsável:Danísio Prado Munari
Beneficiário:Marcos Eli Buzanskas
Supervisor no Exterior: Flavio S. Schenkel
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Guelph, Canadá  
Vinculado à bolsa:13/19335-2 - Estudo do nível de mistura em animais da raça Canchim e grupo genético ma utilizando painel de polimorfismos de nucleotídeo único de alta densidade, BP.PD
Assunto(s):Bovinos de corte

Resumo

Tecnologias de sequenciamento do genoma em conjunto com metodologias estatísticas têm contribuído cada vez na aplicação de ferramentas genômicas para a produção animal, tornando-se úteis em estudos de processos biológicos e vias metabólicas como também para a aplicação direta no melhoramento genético por meio da seleção genômica. Atualmente no Brasil, a bovinocultura de corte conta com grande variedade de raças especializadas em produção de carne e, dentre os fatores que contribuíram para que o país se destacasse, a constante melhoria do potencial genético dos rebanhos, seja este por meio da seleção ou de cruzamentos entre raças, foi essencial para o crescimento em produtividade dos rebanhos. O desenvolvimento de raças sintéticas no Brasil, provenientes de cruzamentos entre os gêneros Bos taurus indicus (Zebu) e Bos taurus taurus (Taurino), é de grande valia quando deseja-se combinar a resistência e adaptabilidade de animais zebuínos com o elevado rendimento de carcaça e precocidade de animais taurinos. Neste contexto, a raça Canchim, cuja proporção racial é de aproximadamente 62,50% Charolês e 37,70% Zebu, têm sido o foco de vários estudos por se tratar de uma raça com elevada qualidade de carcaça. Assim, o objetivo deste projeto de pesquisa é estimar os níveis de mistura (admixture) em animais da raça Canchim e do grupo genético MA (aproximadamente 65,60% Charolês e 34,40% zebu), verificando a contribuição de animais das raças "puras" Charolês e Nelore. Todos os animais foram genotipados com painéis de SNP ("single nucleotide polymorphisms") de alta densidade e serão analisados por meio de diferentes metodologias estatísticas. (AU)