Busca avançada
Ano de início
Entree

Etiologia e epidemiologia da antracnose da videira

Processo: 14/24472-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2015
Vigência (Término): 01 de novembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Marcel Bellato Spósito
Beneficiário:Ricardo Feliciano dos Santos
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):16/01508-6 - Caracterização de Elsinoe ampelina associado com antracnose da videira no Brasil e Austrália, BE.EP.DR
Assunto(s):Fitopatologia   Colletotrichum   Variação genética em plantas   Vitis labrusca   Etiologia   Epidemiologia   São Paulo

Resumo

A videira é uma das principais frutíferas cultivadas no mundo, incluindo o Brasil. No estado de São Paulo, a cultura recebe destaque na produção de uvas para consumo in natura, principalmente da uva Niágara Rosada (Vitis labrusca), sendo o maior produtor nacional de uvas de mesa. Diversos fatores podem afetar o potencial de rendimento e longevidade das videiras, incluindo o ataque de patógenos. Dentre as doenças da videira, a antracnose tem destaque pelas perdas tanto quantitativas como qualitativas nos vinhedos. Porém, estudos envolvendo a etiologia e epidemiologia deste patossistema ainda são escassos. No Brasil, a doença está associada somente a Sphaceloma ampelinum, enquanto que em outros países Colletotrichum spp. são considerados os principais agentes causais da antracnose em videira. Até o momento, nenhum estudo etiológico foi realizado no Brasil para avaliar a presença de espécies de Colletotrichum como agente causal da antracnose e a participação desses patógenos nas áreas paulistas de produção. Em relação à epidemiologia, não existe conhecimento a respeito do efeito da temperatura e molhamento foliar sobre o monociclo do(s) patógeno(s) em Vitis labrusca e sobre o progresso espaço-temporal da doença no campo. Diante do exposto, o projeto tem como objetivo estudar a etiologia e epidemiologia da antracnose em videira 'Niágara Rosada' nas condições ambientais do estado de São Paulo. (AU)

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DOS SANTOS, RICARDO FELICIANO; SPOSITO, MARCEL BELLATO; AYRES, MATTHEW; SOSNOWSKI, MARK. . European Journal of Plant Pathology, v. 152, n. 3, p. 815-821, NOV 2018. Citações Web of Science: 2.
SANTOS, R. F.; SPOSITO, M. B. Improving assessments of anthracnose severity on grapevine leaves through the development of a standard area diagram set. AUSTRALASIAN PLANT PATHOLOGY, v. 47, n. 4, p. 357-364, JUL 2018. Citações Web of Science: 1.
SANTOS, R. F.; CIAMPI-GUILLARDI, M.; AMORIM, L.; MASSOLA JUNIOR, N. S.; SPOSITO, M. B. Aetiology of anthracnose on grapevine shoots in Brazil. PLANT PATHOLOGY, v. 67, n. 3, p. 692-706, APR 2018. Citações Web of Science: 7.
DOS SANTOS, RICARDO FELICIANO; SPOSITO, MARCEL BELLATO; AYRES, MATTHEW RONALD; SOSNOWSKI, MARK ROMAN. Phylogeny, morphology and pathogenicity of Elsinoe ampelina, the causal agent of grapevine anthracnose in Brazil and Australia. JOURNAL OF PHYTOPATHOLOGY, v. 166, n. 3, p. 187-198, MAR 2018. Citações Web of Science: 5.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SANTOS, Ricardo Feliciano dos. Etiologia e epidemiologia da antracnose da videira. 2017. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Piracicaba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.