Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do extrato das folhas da Smallanthus sonchifolius (yacon) sobre as alterações metabólicas no músculo esquelético de ratos com Diabetes Mellitus Experimental

Processo: 14/17364-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2015
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Bioquímica da Nutrição
Pesquisador responsável:Camila Renata Corrêa
Beneficiário:Bianca Guerra Bueno
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Sistema musculoesquelético   Diabetes mellitus experimental   Diabetes mellitus tipo 1   Smallanthus sonchifolius

Resumo

O Diabetes mellitus tipo 1 (DM1) é uma desordem metabólica caracterizada pela secreção da insulina endógena deficiente, acompanhada por hiperglicemia crônica e persistente. Nos últimos anos tem aumentado o interesse pelo uso de produtos naturais para finalidades farmacológicas. Particularmente no caso do DM1, vários estudos relatam que numerosos extratos obtidos de plantas são eficazes em reduzir a glicemia, através da estimulação da liberação da insulina - por estimulação de mecanismos pancreáticos -, causando menores efeitos colaterais e com menores custos do que os agentes anti-diabetogênicos usuais. Yacon é uma planta nativa da Cordilheira dos Andres, uma espécie da família Asteraceae, com nome botânico Smallanthus sonchifolius. Estudos fitoquímicos têm demonstrado que as folhas e caules do yacon são ricos em proteínas e compostos fenólicos como cafeína, ácidos clorogênicos, ácido ferúlico e flavonoides, como a quercetina. Uma série de estudos atuais avaliou o efeito do extrato bruto de folhas e raízes de yacon, obtidos de diferentes maneiras, sobre a glicemia de animais diabéticos e não diabéticos, relatando diminuição significante nos níveis de glicemia por estimulação de mecanismos pancreáticos, regeneração ou proteção das células ² que foram parcialmente destruídas com a utilização de estreptozotocina como indução do DM1 experimental, potencialização da secreção de insulina e provável aumento da utilização periférica de glicose. Nesse sentido, propõe-se a elucidação dos mecanismos de ação envolvidos nesta atividade, principalmente sobre o metabolismo do músculo esquelético em condições diabéticas. Serão utilizados 48 ratos, raça wistar, com peso corporal ± 250g. Os animais serão distribuídos nos grupos experimentais (n=12): C= ratos controle que receberão apenas ração comercial e água; C+Y= ratos controle que receberão ração comercial, água e extrato do yacon; DM= ratos diabéticos que receberão ração comercial e água; DM+Y= ratos diabéticos que receberão ração comercial, água e extrato do yacon. O DM experimental será induzido através da administração intraperitoneal de estreptozotocina (STZ), em dose única, na concentração de 60 mg/kg de peso corporal. Os animais pertencentes aos grupos C+Y e DM+Y receberão extrato das folhas de yacon na concentração de 100mg/kg/dia, durante 30 dias. No final do período experimental serão avaliados parâmetros nutricionais, e parâmetros séricos: glicemia, perfil lipídico, insulina e capacidade antioxidante total. Para as análises teciduais do músculo esquelético serão avaliados a expressão dos genes PGC-1Q e GLUT4. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DOS SANTOS, KLINSMANN CAROLO; BUENO, BIANCA GUERRA; PEREIRA, LUANA FERREIRA; FRANCISQUETI, FABIANE VALENTINI; BRAZ, MARIANA GOBBO; BINCOLETO, LAHIS FERNANDES; DA SILVA, LILIAN XAVIER; FERREIRA, ANA LUCIA A.; DE MELO STEVANATO NAKAMUNE, ANA CLAUDIA; CHEN, C. -Y. OLIVER; BLUMBERG, JEFFREY B.; CORREA, CAMILA RENATA. Yacon (Smallanthus sonchifolius) Leaf Extract Attenuates Hyperglycemia and Skeletal Muscle Oxidative Stress and Inflammation in Diabetic Rats. Evidence-based Complementary and Alternative Medicine, 2017. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.