Busca avançada
Ano de início
Entree

Um instrumento psicométrico de coparentalidade: escolha, adaptação transcultural e evidências iniciais de validade interna

Processo: 14/00186-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2015
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Fundamentos e Medidas da Psicologia
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Elizabeth Joan Barham
Beneficiário:Thais Ramos de Carvalho
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Psicometria   Poder familiar   Adaptação psicológica   Adaptação cultural   Coparentalidade

Resumo

Em função do aumento na porcentagem de mulheres que são mães de filhos pequenos e também ativas no mercado de trabalho, observa-se que os cuidados oferecidos no domicílio para os filhos são divididos, usualmente, com o pai da criança. Em meio a esse novo contexto social, surge o conceito de coparentalidade. A coparentalidade diz respeito à forma segundo a qual os pais trabalham juntos nos cuidados em relação aos filhos, focando o desempenho dos seus papéis de pais. No entanto, embora existam diversos instrumentos internacionais, ainda não existem instrumentos psicométricos de coparentalidade no Brasil, os quais facilitariam o trabalho de profissionais quando procuram fortalecer as relações entre os pais. Serão realizados dois estudos para responder aos objetivos da presente pesquisa: 1) revisão sistemática da literatura, a fim de escolher um instrumento sobre a coparentalidade para adaptar para uso no Brasil e 2) avaliação do processo psicométrico de adaptação transcultural deste instrumento, por meio das etapas: avaliação da equivalência semântica, avaliação da equivalência conceitual, avaliação da equivalência cultural, avaliação da equivalência idiomática, avaliação da equivalência operacional e avaliação da equivalência de mensuração (consistência interna da versão brasileira do instrumento). Para esta última etapa do segundo estudo, o instrumento adaptado será aplicado em uma amostra de 25 casais brasileiros que tenham pelo menos um filho com idade entre 3 e 6 anos e que residam junto com a criança. Assim, por meio destes estudos, espera-se contribuir com algumas informações sobre as propriedades psicométricas de um instrumento para medir a coparentalidade no contexto brasileiro, que poderá ser usado para avaliar intervenções que visem prevenir problemas e auxiliar pais a interagir de forma bem sucedida nos seus papéis parentais. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
THAÍS RAMOS DE CARVALHO; ELIZABETH JOAN BARHAM; CAROLINA DUARTE DE SOUZA; ELISANGELA BÖING; MARIA APARECIDA CREPALDI; MAURO LUÍS VIEIRA. Cross-cultural Adaptation of an Instrument to Assess Coparenting: Coparenting Relationship Scale. Psico-USF (Impresso), v. 23, n. 2, p. -, Jun. 2018.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.