Busca avançada
Ano de início
Entree

Sistemática e interação parasito-hospedeiro de mixosporídeos parasitos de peixes da família Pimelodidae da Bacia Amazônica

Processo: 14/22700-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2015
Vigência (Término): 01 de março de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca - Recursos Pesqueiros de Águas Interiores
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Edson Aparecido Adriano
Beneficiário:Juliana Naldoni
Instituição-sede: Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas (ICAQF). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Diadema. Diadema , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):16/08831-7 - Diversidade e desenvolvimento de Malacosporea (Myxozoa) infectando peixes de água doce na Europa e no Brasil, BE.EP.PD
Assunto(s):Bacia amazônica   Myxozoa

Resumo

Mixosporídeos apresentam ampla distribuição geográfica e infectam principalmente peixes e invertebrados. Até o momento foram descritas aproximadamente 2.400 espécies. No entanto, para a América do Sul, onde se encontra a maior diversidade ictiofaunística, ainda existem poucos estudos. A bacia amazônica possui uma extraordinária ictiofauna, com espécies ainda desconhecidas e outras bem conhecidas pela importância econômica, potencial para cultivo, pesca esportiva ou como peixes ornamentais. Dentre as espécies de importância econômica na pesca extrativista e com potencial de cultivo, destacam-se aquelas da família Pimelodidae. Nesta proposta, temos como objetivo o estudo taxonômico e da interação parasito-hospedeiro de parasitos da classe Myxosporea (mixosporídeos) encontrados infectando os peixes Pseudoplatystoma triginum (caparari), Pseudoplatystoma punctifer (cachara), Phractocephalus hemiliopterus (pirarara) e Leauriua marmoratus (jundiá-da-amazônia), oriundos de ambiente natural da Bacia amazônica, especificamente na região do município de Santarém, estado do Pará, local do encontro dos rios Tapajós e Amazonas. Para a análise taxonômica, a proposta é utilizar ferramentas tradicionais de análise morfológica, associada às técnicas modernas de biologia molecular e ultraestrutura. Para o estudo da interação parasito-hospedeiro, serão utilizadas análises ultraestrutural e histopatológica. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
NALDONI, JULIANA; MAIA, ANTONIO A. M.; CORREA, LINCOLN L.; DA SILVA, MARCIA R. M.; ADRIANO, EDSON A. New myxosporeans parasitizing Phractocephalus hemioliopterus from Brazil: morphology, ultrastructure and SSU-rDNA sequencing. DISEASES OF AQUATIC ORGANISMS, v. 128, n. 1, p. 37-49, MAR 22 2018. Citações Web of Science: 4.
MATHEWS, PATRICK D.; NALDONI, JULIANA; ADRIANO, EDSON A. Morphology and small subunit rDNA-based phylogeny of a new Henneguya species, infecting the ornamental fish Corydoras leucomelas from the Peruvian Amazon. Acta Tropica, v. 176, p. 51-57, DEC 2017. Citações Web of Science: 5.
MATHEWS, PATRICK D.; NALDONI, JULIANA; MAIA, ANTONIO A.; ADRIANO, EDSON A. Morphology and small subunit rDNA-based phylogeny of Ceratomyxa amazonensis n. sp parasite of Symphysodon discus, an ornamental freshwater fish from Amazon. Parasitology Research, v. 115, n. 10, p. 4021-4025, OCT 2016. Citações Web of Science: 9.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.