Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da aceleração do processo de restauração florestal resultante da poda apical de espécies de preenchimento

Processo: 14/23567-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2015
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Sergius Gandolfi
Beneficiário:Leticia Ferreira Magnin
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/50718-5 - Restauração ecológica de florestas ciliares, de florestas nativas de produção econômica e de fragmentos florestais degradados (em APP e RL), com base na ecologia de restauração de ecossistemas de referência, visando testar cientificamente os preceitos do Novo Código Florestal Brasileiro, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Restauração florestal   Restauração ecológica   Fenologia   Poda

Resumo

A formação de um dossel florestal em áreas degradadas cria um habitat favorável às espécies arbóreas tolerantes à sombra e inadequado para gramíneas e invasoras. A oferta e abundância de flores e frutos é determinante na atração de fauna, e, no restabelecimento dos processos de dispersão e polinização. Em espécies arbóreas, a retirada do ápice caulinar quebra a dominância apical e permite o desenvolvimento das gemas laterais, resultando em uma maior produção de ramos. Espera-se assim, que a poda apical de espécies arbóreas intolerantes à sombra resulte na produção de mais ramos e, que isso, possa levar a um rápido aumento da área da copa destes indivíduos, e, devido ao maior número de ramos, no número de flores e frutos produzidos. A partir dessas expectativas, o presente estudo irá realizar a poda apical pós-plantio em indivíduos de: Trema micrantha L. Blume (Ulmaceae); Bauhinia forficata L. (Fabaceae); Croton urucurana Baill. (Euphorbiaceae); Solanum granuloso-leprosum Dunal (Solanaceae); Guazuma ulmifolia Lam. (Malvaceae) e Heliocarpus popayanensis Kunth (Malvaceae). Um grupo controle será estabelecido, onde a poda não ocorrerá. O desenvolvimento da copa de todos os indivíduos escolhidos será acompanhado, e também, a produção de flores, frutos e sementes de alguns indivíduos de B.forficata e S.granuloso-leprosum. Análises paramétricas serão realizadas com os dados coletados (indivíduos tratados e controle) afim de verificar a existência de diferenças significativas. Os resultados obtidos serão discutidos em relação às expectativas iniciais, que se confirmadas, resultariam num método de fácil aplicação e baixo custo capaz de acelerar o processo de recobrimento e a atração de fauna de polinizadores e dispersores em plantios de restauração.