Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do cranberry e da proantocianidina na inibição do desgaste e da degradação da matriz orgânica da dentina desmineralizada

Processo: 14/25833-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2015
Vigência (Término): 31 de março de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Clínica Odontológica
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Heitor Marques Honório
Beneficiário:Ana Paula Boteon
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Dentística   Cranberry   Proantocianidinas   Dentina   Erosão dentária   Metaloproteinases da matriz

Resumo

A literatura reconhece que uma das estratégias mais efetivas na minimização da perda estrutural dentinária exposta a agentes erosivos é a manutenção da sua matriz orgânica, visto que esta atua como barreira de difusão aos ácidos. Contudo, neste cenário, o colágeno tende a ser degradado e tem sido cada vez mais frequente a busca por agentes que possam inibir este processo. Existem indícios de que o cranberry e a proantocianidina (seu princípio ativo) tenham potencial para inibir as Metaloproteinases da Matriz (MMPs) que degradam o colágeno dentinário, porém estes agentes não foram adequadamente avaliados. Assim, o objetivo deste estudo será avaliar o papel do extrato de cranberry e do seu principal agente ativo isolado (proantocianidina) aplicados na forma de gel tópico na inibição da degradação da matriz orgânica da dentina desmineralizada e consequentemente na minimização do desgaste da dentina submetida à erosão. Para este estudo, serão utilizados espécimes de dentina (4 mm de espessura) desmineralizados em 5 ml de ácido cítrico a 0,87 M, pH 2,3, durante 36 h, a 4°C. Em seguida, os espécimes serão divididos e submetidos ao protocolo dos 5 grupos experimentais deste estudo: G1- espécimes tratados com gel de proantocianidina 10% (grupo teste 1), G2- espécimes tratados com gel de cranberry 10% (grupo teste 2), G3- espécimes tratados com gel de clorexidina 0,012% (controle positivo 1), G4- espécimes tratados com gel de NaF 1,23% (controle positivo 2) e G5- espécimes tratados com gel placebo (controle negativo 1). Cada grupo será submetido à degradação do colágeno desmineralizado pela ação da colagenase do Clostridium histolyticum (100 U/ml), adicionada com 5 ml de saliva artificial contendo inibidor de protease EDTA- free durante 5 dias, a 37°C. As amostras serão concentradas 1000 X e hidrolisadas com HCl a 6 mol/ml a 98°C durante 24 horas. Serão liofilizadas novamente e ressuspensas em água (600 ul) para então ser realizada a dosagem de hidroxiprolina (metodologia 1). A avaliação da perda da matriz dentinária será feita por perfilometria (metodologia 2). Os dados serão submetidos à análise de variância seguida do teste de Tukey caso estes obedeçam parâmetros de distribuição normal e homogenidade das variâncias. Caso isto não ocorra, será utilizada a versão não paramétrica para este teste (Kruskall-Wallis). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BOTEON, ANA PAULA; KATO, MELISSA THIEMI; RABELO BUZALAF, MARILIA AFONSO; PRAKKI, ANURADHA; WANG, LINDA; RIOS, DANIELA; HONORIO, HEITOR MARQUES. Effect of Proanthocyanidin-enriched extracts on the inhibition of wear and degradation of dentin demineralized organic matrix. ARCHIVES OF ORAL BIOLOGY, v. 84, p. 118-124, DEC 2017. Citações Web of Science: 0.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
BOTEON, Ana Paula. Efeito do Cranberry e da proantocianidina na inibição do desgaste e da degradação da matriz orgânica da dentina desmineralizada. 2016. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB/SDB) Bauru.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.