Busca avançada
Ano de início
Entree

Segregação cromossômica e divisão celular como alvo de acetil galatos em Xanthomonas citri subsp. citri

Processo: 15/04130-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 01 de junho de 2015
Vigência (Término): 30 de novembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Henrique Ferreira
Beneficiário:Abigail Savietto
Supervisor no Exterior: Dirk-Jan Scheffers
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Groningen, Holanda  
Vinculado à bolsa:14/11402-5 - Avaliação da genotoxicidade e citotoxicidade de ésteres de ácido gálico utilizados como potenciais antibacterianos no combate ao cancro cítrico, BP.MS
Assunto(s):Cancro (doença de planta)   Divisão celular   Fitopatologia

Resumo

O agente etiológico do cancro cítrico, Xanthomonas citri subsp. citri (Xac), infecta todas as variedades de citros de interesse econômico ao redor do mundo. Sem controle químico eficaz, a única forma recomendada de se evitar a propagação da doença é a prática da erradicação de plantas. Essa prática resulta em perdas de árvores, não é aceita pelos citricultores, e demanda grandes investimentos em inspeções de pomares por pessoal treinado no reconhecimento da doença. A legislação para controle do cancro tem sofrido alterações nos últimos 6 anos com afrouxamentos que resultarão num progressivo aumento da doença no maior produtor mundial de suco de laranja, o estado de São Paulo, Brasil. A corrente proposta objetiva, pois, combater o avanço do cancro cítrico desenvolvendo inibidores de crescimento de Xac (em especial derivados de ácido gálico) e avaliar seu potencial uso como defensivos agrícola na citricultura. Em ensaios de microscopia, os compostos gerados na presente proposta que apresentaram atividade anti-Xac, mostraram-se promover a disrupção do septo divisional de Xac e podem ter FtsZ ou proteínas associadas como alvo. Para avaliarmos esta possibilidade, solicitamos auxílio para realizar os ensaios de interação composto/alvo e avaliação do potencial de disrupção da dinâmica de polimerização de FtsZ na presença dos compostos, no laboratório do nosso colaborador holandês FAPESP/NWO 2013/50367-8. (AU)