Busca avançada
Ano de início
Entree

Descobrindo a diversidade simbionte bacteriana associada com formigas agricultoras em diferentes biomas brasileiros

Processo: 15/01001-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2015
Vigência (Término): 31 de março de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Convênio/Acordo: National Institutes of Health (NIH)
Pesquisador responsável:Mônica Tallarico Pupo
Beneficiário:Weilan Gomes da Paixão Melo
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/50954-0 - Novos agentes terapêuticos obtidos de bactérias simbiontes de invertebrados brasileiros, AP.BTA.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):16/17614-0 - Análise genômica de Pseudonocardia e diversidade de Actinobactérias produtoras de antibióticos associadas com formigas cultivadoras de fungo, BE.EP.PD
Assunto(s):Bactérias   Produtos naturais   Antibióticos   Insetos sociais

Resumo

Produtos naturais têm fornecido valiosos protótipos para o planejamento e desenvolvimento de fármacos. É sabido que bactérias das famílias Streptomycetaceae e Pseudonocardiaceae estão entre as mais eficientes produtoras de produtos naturais que têm sido desenvolvidos em fármacos. Entretanto, as indústrias farmacêuticas têm diminuído seus programas de descoberta de produtos naturais nas últimas décadas. Ao mesmo tempo, uma menor produtividade no desenvolvimento de novos agentes terapêuticos para doenças infecciosas tem sido enfrentada pelas indústrias. Recentemente, Currie (AP3) e Clardy (AP5), co-investigadores deste ICBG, demonstraram que bactérias simbiontes são prolíficas fontes de produtos naturais bioativos usados por eucariontes hospedeiros como defesas químicas, revelando um novo nicho biológico para prospecção de produtos naturais. Há numerosos sistemas eucarióticos em simbiose com bactérias para descoberta de potencias produtos naturais para desenvolvimento terapêutico. Insetos sociais como formigas, cupins, abelhas e vespas são táxons diversos e ecologicamente dominantes em ecossistemas tropicais e parecem abrigar um grande número de bactérias simbiontes. Entretanto, estudos de produtos naturais envolvidos nestas relações simbióticas têm sido limitados ou inexistentes no Brasil. Este projeto visa o isolamento e a identificação de bactérias simbiontes de formigas agricultoras coletadas na Amazônia, Mata Atlântica, Caatinga e Cerrado. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Composto capaz de matar fungos resistentes é isolado em microbiota de formiga 
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.