Busca avançada
Ano de início
Entree

O leucotrieno B4 nas células dendríticas: impacto na resposta imune no Diabetes tipo 1

Processo: 14/21175-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2015
Vigência (Término): 30 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Sônia Jancar
Beneficiário:Marco Antonio Pires Camilo Lapa
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/15719-0 - Associação de PRRs com receptores para mediadores lipídicos em macrófagos e células dendríticas, AP.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):17/08951-5 - Efeito dos receptores para leucotrieno B4 na função de células dendríticas no modelo de diabetes tipo 1 em camundongos, BE.EP.PD
Assunto(s):Leucotrieno B4   Células dendríticas   Resposta imune   Imunidade inata

Resumo

A diabetes mellitus é uma desordem metabólica de origem multifatorial caracterizada por falha na produção de insulina, falha de sua ação ou ambos. Diversas complicações são decorrentes desta doença, muitas delas tendo origem na inflamação sistêmica crônica chamada de Inflamação Estéril (IE), que é caracterizada pela presença de níveis elevados de citocinas pró-inflamatórias circulantes como TNF-±, IL-1± e IL-1². Recentemente foi demonstrado que no diabetes tipo 1 (DT1) os níveis circulantes de leucotrieno (LT) B4 estão significativamente aumentados e são responsáveis pelos elevados níveis de citocinas pro-inflamatórias na circulação. Este mediador lipídico afeta os macrófagos, aumentando a expressão de MyD88, a molécula adaptadora dos receptores para IL1 e toll-like. A molécula MyD88 é principalmente utilizada nas vias de transdução dos receptores envolvidos com inflamação e medeia a transdução de sinal que acaba por ativar a via NF-ºB. Neste projeto iremos avaliar o papel do LTB4 em outra célula de origem mielóide, a célula dendrítica (DC), que é o elo entre a imunidade inata e adaptativa. Uma vez que a DT1 é uma doença autoimune mediada por células T, é relevante encontrar maneiras de modular a função das DCs principalmente na apresentação de antígenos às células T. As DCs apresentam o receptor de alta afinidade para LTB4, o receptor BLT-1, mas o efeito da ativação deste receptor na função das DCs ainda não foi esclarecido. Nós pretendemos avaliar o impacto dos altos níveis sistêmicos de LTB4 encontrados em camundongos com DT1 na função das DCs e suas consequências na resposta imune de diabéticos. (AU)