Busca avançada
Ano de início
Entree

Descoberta e planejamento de inibidores de enolase de Plasmodium Falciparum como novos agentes antimaláricos

Processo: 14/26313-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2015
Vigência (Término): 05 de julho de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biofísica - Biofísica Molecular
Pesquisador responsável:Rafael Victorio Carvalho Guido
Beneficiário:Lorena Ramos Freitas de Sousa
Instituição-sede: Instituto de Física de São Carlos (IFSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07600-3 - CIBFar - Centro de Inovação em Biodiversidade e Fármacos, AP.CEPID
Assunto(s):Enzimologia   Produtos naturais   Malária

Resumo

A Malária é uma doença causada por protozoários que atinge regiões tropicais e subtropicais do mundo com alto índice de mortalidade. A doença é um problema global para a qual se faz necessário a busca por novos fármacos mais eficazes, menos tóxicos e de fácil administração. Enolase de Plasmodium falciparum (Pfen), é uma biomolécula importante da via glicolítica e essencial para o desenvolvimento do protozoário, pois o parasita é altamente dependente da glicólise para produção de energia. Além disso, a Pfen tem sido encontrada em diversos compartimentos subcelulares (citosol, núcleo, membrana plasmática, vacúolo e citoesqueleto), sugerindo funções alternativas (moonlight function) que não estão relacionadas à via glicolítica. Portanto, Pfen é um alvo molecular atrativo para a pesquisa de novas oportunidades terapêuticas frente à malária. Assim, este projeto tem como objetivo descobrir e desenvolver moléculas bioativas como candidatos a fármacos antimaláricos. Para tanto, foi planejada uma estratégia que envolve métodos em cinética enzimática, biologia estrutural e química medicinal. Os produtos naturais são compostos isolados e extratos de plantas brasileiras que foram selecionados com base em conhecimentos etnobotânicos e quimiotaxonômicos. Os compostos sintéticos foram cedidos pela organização não governamental "Medicine for Malaria Venture" (MMV), os quais apresentam atividade antiplasmódica in vitro, entretanto, com o mecanismo de inibição ainda desconhecido. A integração de estratégias modernas de planejamento de fármacos será fundamental para a determinação do mecanismo de ação dos compostos bioativos identificados bem como para o desenvolvimento de moléculas com propriedades otimizadas candidatas a novos fármacos antimaláricos.

Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre a bolsa::
Corrida contra a malária 
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.