Busca avançada
Ano de início
Entree

Organização de base de dados sobre executivo federal

Processo: 15/02289-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2015
Vigência (Término): 29 de agosto de 2015
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Ciência Política - Estado e Governo
Pesquisador responsável:Fernando de Magalhães Papaterra Limongi
Beneficiário:Maxwel Pereira da Costa
Instituição-sede: Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (CEBRAP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/08536-1 - Instituições políticas, padrões de interação executivo-legislativo e capacidade governativa, AP.TEM
Assunto(s):Sistemas políticos   Presidencialismo   Coalizão   Poder legislativo   Poder executivo   Burocracia   Projeto de lei   Banco de dados

Resumo

Desde sua primeira edição, o projeto Padrões de Interação Executivo-Legislativo organiza e atualiza o Banco de Dados Legislativos do CEBRAP. Ao longo das vigências do projeto, o banco foi se tornando cada vez mais complexo, desdobrando-se em bancos de dados independentes, atualmente ele contém quatro grandes grupos de dados, complementados por bancos menores e mais específicos, divididos conforme o tipo de informação, sua localização e metodologia de coleta. São elas as informações relevantes sobre a produção legislativa brasileira, Orçamento da União, carreira dos parlamentares e votações nominais. Com o desenvolvimento das pesquisas sobre o relacionamento entre Executivo e Legislativo, se faz necessário que exploremos de forma sistemática como se dão as relações entre os partidos no interior do Executivo. Assim, o objetivo dessa bolsa é abrir uma nova frente de trabalho, qual seja organizar um banco de dados com informações da tramitação dos projetos no interior do Executivo. As informações contidas nestes bancos são cruciais para a caracterização do funcionamento do Presidencialismo de Coalizão. Essas informações, além de beneficiarem as inúmeras frentes de pesquisa vinculadas ao Temático, são distribuídas para pesquisadores, nacionais e internacionais. A organização destes dados é, sem dúvida, uma das maiores contribuições do projeto temático e tem colaborado de maneira sistemática para a abertura de novas frentes de pesquisa acerca do sistema político brasileiro e para estudos comparados.