Busca avançada
Ano de início
Entree

Ferramenta para monitoramento de níveis de fragilidade e fatores associados em idosos atendidos pelo Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NASF) no município de São Carlos

Processo: 15/02823-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de abril de 2015
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Convênio/Acordo: CNPq - PPSUS
Pesquisador responsável:Marisa Silvana Zazzetta
Beneficiário:Fábio Baptista Araújo Júnior
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/50104-0 - Ferramenta para monitoramento de níveis de fragilidade e fatores associados em idosos atendidos pelo Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) no Município de São Carlos, AP.PP.SUS
Assunto(s):Idoso fragilizado   Informática médica   Saúde do idoso   Vulnerabilidade em saúde

Resumo

O aumento da expectativa de vida da população brasileira faz surgir uma crescente preocupação por parte dos serviços de saúde e do Governo pelo acompanhamento integral da pessoa idosa por meio da promoção, prevenção e tratamento de saúde. Nesse sentido, a Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa (PNSI) propõe detectar problemas de saúde e até mesmo indícios de pré-fragilidade ou fragilidade, para um melhor atendimento ao idoso e consequentemente melhora na sua qualidade de vida. Da mesma forma, a Política Nacional de Atenção Básica preconiza a importância do monitoramento das condições de saúde e vulnerabilidade, evitando o agravamento de possíveis incapacidades da população. Entretanto, ferramentas que facilitem as ações efetivas dessas políticas são escassas no planejamento e monitoramento das condições de fragilidade dos usuários no Sistema Único de Saúde (SUS). Objetivo: Desenvolver e testar um sistema computacional que funcione como ferramenta, para monitoramento de níveis de fragilidade e fatores associados em idosos atendidos pelo Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) em um município do interior paulista. Método: Trata-se de um estudo observacional longitudinal com duas fases: 1) Diagnóstico de fragilidade em idosos 2) Confecção e teste de uma ferramenta de monitoramento de fragilidade e fatores associados a partir dos dados encontrados. Serão avaliados 703 idosos (321 homens, 382 mulheres) atendidos pelo NASF da região de alta vulnerabilidade do município de São Carlos-SP, sendo que 31 idosos estão acamados, 456 são hipertensos e 126 são diabéticos na área atendida. Primeiramente, será realizado um diagnóstico de fragilidade de modo subjetivo associado à classificação de fenótipo proposta por Fried e por meio da Escala de Fragilidade de Edmonton. Além disso, serão avaliadas: características sociodemográficas, cognição (Mini-Exame do Estado Mental- MEEM), humor (Escala de Depressão Geriátrica-GDS-15), Equilíbrio (Escala de Equilíbrio do Berg), Medo de Cair (Escala de Eficácia de Quedas- FES-I Brasil), Dor (Escala multidimensional de avaliação de dor (EMADOR), Escala de independência Atividades de vida diária (Índice de Katz), Avaliação das atividades instrumentais de vida diária (Lawton), nível de atividade física (questões do International Physical Activity Questionaire-IPAQ), comportamento nutricional (Mini Avaliação Nutricional -MAN®) , Risco de Diabetes e doença Renal, suporte social (MOS) e necessidade de cuidado Será realizada a análise de marcadores biológicos sanguíneos para doença de Alzheimer (ADAM10), e sarcopenia (IL6). A partir dos resultados será criado um algoritmo para direcionar o atendimento dos idosos de acordo com os níveis de fragilidade (não frágeis, pré-frágeis e frágeis). Como última etapa, esse algoritmo e sua viabilidade serão testados em 10% da amostra, de forma aleatória. Resultados esperados: Em cumprindo seus objetivos, este estudo permitirá diagnosticar o nível de fragilidade da população idosa da região estudada e seus fatores associados. Ainda, este estudo permitirá a criação de um sistema de monitoramento do nível de fragilidade da população estudada para a Atenção Básica de Saúde que permitirá a equipe de Saúde da Família um planejamento mais adequado de suas ações e visitas domiciliares. Estão previstas publicações em periódicos nacionais e internacionais, após o desenvolvimento e validação do algoritmo e após a análise dos dados coletados. (AU)