Busca avançada
Ano de início
Entree

Absorvância acústica em neonatos que falharam na triagem auditiva neonatal

Processo: 14/25928-9
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2015
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Pesquisador responsável:Renata Mota Mamede Carvallo
Beneficiário:Daniela Mansoldo
Instituição Sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Audiologia   Audição   Sistema nervoso central   Recém-nascido   Orelha média   Acústica   Prognóstico   Testes auditivos
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Absorvância | Avaliação Eletroacústica | Medidas de Audição | orelha média | Testes auditivos | triagem auditiva neonatal | Audiologia

Resumo

A audição é um dos sentidos primordiais para o ser humano, um dos motivos é que ele é responsável pelo o futuro desenvolvimento da linguagem do indivíduo. Por esta razão, é clara a necessidade de se avaliar a audição logo durante os primeiros dias de vida do lactente. Através do teste de emissões otacústicas, o profissional fonoaudiólogo verifica o funcionamento das células ciliadas internas, responsáveis por amplificar e transmitir a energia sonora para o córtex cerebral, tendo como objetivo identificar a deficiência auditiva periférica e central e intervir o mais rapidamente possível procurando evitar ou minimizar alterações futuras (Azevedo, 2004). O diagnóstico audiológico (identificação das perdas auditivas periféricas e centrais) realizado durante o primeiro ano de vida possibilita a intervenção médica e fonoaudiológica, ainda nesse período crítico, ou seja, de maturação e plasticidade funcional do sistema nervoso central, prevenindo futuras alterações e permitindo um prognóstico mais favorável em relação ao desenvolvimento global da criança (Yoshinaga-Itano et al., 1998). O objetivo principal deste estudo é analisar a função de orelha média por absorvância acústica em neonatos que falharam na primeira etapa da TANU. Será avaliado um total de 30 lactentes divididos em dois grupos experimentais, sendo o GRUPO I composto por neonatos que passaram no reteste da TANU e o GRUPO II composto por neonatos que falharam no reteste da TANU. Será realizada a verificação da função da orelha média a partir da avaliação do timpanograma com sonda de 1000 Hz (Y, B/G) e absorvância acústica (que durante sua pesquisa será obtida a curva de respostas no intervalo de frequência de 250 a 6000 Hz na intensidade de 60 dB SPL com cada estímulo variando de 0.1 a 10 segundos por ponto). E para a análise estatística dos resultados com o pressuposto de que a distribuição dos dados possa não ser normal, serão utilizados testes não paramétricos, tendo com suporte o software SPSS versão 18 para análise descritiva e inferencial.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)