Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência de polimorfismos em genes relacionados à angiogênese na suscetibilidade ao Linfoma de Hodgkin

Processo: 14/24894-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2015
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Pesquisador responsável:Gustavo Jacob Lourenço
Beneficiário:Bruna de Albuquerque Murbach
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Fatores de crescimento do endotélio vascular   Polimorfismo genético   Doença de Hodgkin   Oncologia   Angiogênese

Resumo

A dependência e o prognóstico do linfoma de Hodgkin (LH) na angiogênese (AG), caracterizada pela hiperexpressão dos genes do fator de crescimento vascular endotelial (VEGF) e do receptor número dois do VEGF (VEGFR2), foi descrita recentemente. Entretanto, habilidades herdadas distintas para formar vasos, associadas a polimorfismos gênicos, podem influenciar a produção do VEGF e o potencial de ligação desse fator ao seu receptor. Frente ao exposto, o objetivo deste estudo é o de avaliar os papéis dos polimorfismos c.-2055A>G (rs699947) e c.-614A>G (rs1570360) do gene VEGF e c.-906T>C (rs2071559) e c.889G>A (rs2305948) do gene VEGFR2 na ocorrência do LH clássico (LHc), bem como em suas manifestações clínicas e na sobrevida dos pacientes. Serão avaliados 120 pacientes com LHc e 120 controles, pareados aos pacientes por idade, sexo e cor da pele, atendidos no HEMOCENTRO da UNICAMP. Os genótipos dos referidos polimorfismos serão identificados por meio da reação em cadeia da polimerase em tempo real, utilizando o sistema TaqMan®. O significado estatístico das diferenças entre os grupos será calculado por meio dos testes de Fisher ou Ç2 e pela regressão logística múltipla. As determinac'oes dos riscos de ocorrencia do LHc, a que pacientes e controles foram submetidos, serao obtidas por meio das razoes das chances e calculadas considerando um intervalo de confianc'a de 95%. Os tempos de sobrevida livre de doença e de sobrevida global serão estimados por meio da curva de Kaplan-Meier e a comparação entre as curvas será realizada por meio do teste de log rank. O fator prognóstico de cada variável será avaliado por meio das análises univariada e multivariada de Cox. Acreditamos que os resultados deste estudo poderao contribuir para o melhor entendimento da etiologia e fisiopatologia do LHc e, para a identificac'ao de grupo de individuos com alto risco para a doenc'a, que mereçam receber atenc'ao especial para sua prevenc'ao, diagnostico precoce e tratamento.