Busca avançada
Ano de início
Entree

Desempenho de idosos com demência de Alzheimer em teste de exclusão e ensino e teste de identidade

Processo: 14/25292-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2015
Vigência (Término): 31 de março de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Experimental
Pesquisador responsável:Andréia Schmidt
Beneficiário:Marina Ribeiro Camara
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Doença de Alzheimer   Demência   Idosos   Exclusão   Análise de desempenho   Análise do comportamento

Resumo

A Demência de Alzheimer (DA) é uma doença degenerativa, sem cura, que afeta as funções cognitivas dos acometidos. Os tratamentos recomentados são farmacológicos e técnicas neuropsicológicas, porém estudos da Análise do Comportamento têm contribuído para intervenções sobre o desempenho em relações condicionais, desempenhos estritamente ligados à cognição. Este trabalho propõe um estudo com idosos com DA que não demonstram desempenho positivo em testes de identidade (relações condicionais de igualdade). Os objetivos deste trabalho são (a) verificar se idosos com DA, que não demonstrem desempenho acurado em sondas de reflexividade (identidade), serão capazes de responder por exclusão em sondas especificamente desenhadas para esse fim; e (b) verificar se estes idosos são capazes de aprender relações de identidade entre estímulos visuais a partir de um procedimento de ensino de relações de identidade, via exclusão. Para tanto, quatro idosos que apresentam desempenho negativo em teste de identidade, ou seja, não conseguem relacionar dois estímulos visuais iguais como tal, passarão por um procedimento de ensino de relações de identidade entre estímulos, em tarefas de emparelhamento ao modelo. Inicialmente, será testado se os idosos apresentam desempenho por exclusão, em tarefas de discriminações condicionais auditivo-visuais (apresenta-se uma palavra ditada - modelo - e três estímulos visuais - figuras - como comparações). O desempenho por exclusão (Fase 1) será verificado caso, diante de uma palavra ditada desconhecida, o idoso selecione uma figura também desconhecida. Caso esse desempenho seja verificado, será realizado um treino de relações de identidade (Fase 2). Será apresentado, em uma folha, um estímulo modelo visual (figura) e três estímulos de comparação (também figuras), sendo que um dos estímulos de comparação será idêntico ao modelo. Serão conduzidos em seis blocos de 10 e 15 tentativas (os três primeiros e os três últimos, respectivamente). Os cinco primeiros blocos serão de ensino e o último de teste. Por fim, o teste de identidade utilizado para a seleção dos participantes será reapresentado. Para a análise dos dados (a) de pré e pós-teste de identidade será realizada a ANOVA de duas vias, (b) da Fase 1 será feito o Test-t com a porcentagem de acerto dos participantes nas tentativas de linha de base e exclusão e (c) da Fase 2 será computada a repetição de blocos necessária para atingir o critério de ensino.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CAMARA, MARINA RIBEIRO; DUCATTI, MARIANA; SCHMIDT, ANDREIA. Identity matching to sample and exclusion performance in elderly with and without neurocognitive disorders. BEHAVIORAL INTERVENTIONS, v. 32, n. 4, p. 326-340, NOV 2017. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.