Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de sensores baseados em polímeros com impressão molecular para detectar MIB e GEO na água

Processo: 15/05359-2
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 06 de maio de 2015
Vigência (Término): 22 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Elétrica - Materiais Elétricos
Pesquisador responsável:Fernando Josepetti Fonseca
Beneficiário:Guilherme de Souza Braga
Supervisor no Exterior: Peter Alexander Lieberzeit
Instituição-sede: Escola Politécnica (EP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Vienna, Áustria  
Vinculado à bolsa:13/19421-6 - Desenvolvimento de sensores baseados em polímeros com impressão molecular para detectar MIB e GEO na água para abastecimento urbano, BP.PD
Assunto(s):Sensores químicos   Processo sol-gel   Água

Resumo

O presente projeto visa desenvolver sensores altamente seletivos baseados em polímeros com impressão molecular (MIPs, do inglês molecularly imprinted polymers) para detectar 2-metilisoborneol (MIB) e geosmina (GSM) em amostras de água. MIPs serão baseados em filmes poliméricos e em óxidos obtidos pelo método sol-gel. Sensores QCM baseados em MIPs serão usados para avaliar o processo de impressão e a capacidade deles em detectar MIB e GSM em soluções aquosas. Além disso, os dois MIPs serão combinados com um polímero sem a impressão (NIP, do inglês non-imprinted polymer) na forma de um arranjo personalizado com três eletrodos compondo uma pequena e seletiva língua eletrônica para determinar os dois analitos em uma única medida. Uma vez que sua capacidade for comprovada, MIPs serão depositados sobre eletrodos interdigitados de ouro e interrogados com medidas de impedância para melhor se adaptarem a configuração de medição implementada no Brasil e para atingir limites de detecção além dos de QCM. Sensores sem a impressão serão depositados do mesmo modo que os sensores baseados em MIP a fim de avaliar a sensibilidade, a seletividade e a eficiência da impressão. Também serão avaliados o tempo de resposta, a reversibilidade, o tempo de vida e os limites de detecção dos sensores com impressão. Amostras de água, artificialmente contaminadas, serão analisadas pelos sensores baseados em MIPs e por CG/EM para a correta calibração dos sensores. Adicionalmente, a resposta elétrica dos sensores será usada para criar um banco de dados, que será analisado com PLS, possibilitando assim, analisar amostras de concentrações de MIB e GSM desconhecidas. (AU)