Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo de vias envolvidas na sinalização de Aurora quinases e mecanismos de ação do inibidor AMG 900 em tumor adrenocortical

Processo: 14/16839-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2015
Vigência (Término): 31 de março de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Luiz Gonzaga Tone
Beneficiário:Andrea Gutierrez Maria
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):15/23713-8 - Estudo das aurora quinases como potenciais biomarcadores e a correlação com a disfunção de PKA em tumores adrenocorticais, BE.EP.PD
Assunto(s):Aurora quinases   Transdução de sinais   Oncologia

Resumo

Adrenocarcinonas são tumores de baixa incidência entre os cânceres. Entretanto, uma mutação no gene TP53, comumente encontrada na população da região sul do Brasil, aumenta a predisposição à doença. Ainda não há terapias eficazes para estágios mais avançados de adrenocarcinomas, o que leva a um baixo índice de sobrevida em pacientes com tumores no estágio IV. Portanto, a descoberta de novos alvos terapêuticos é de fundamental importância para o desenho de drogas efetivas no tratamento de carcinoma adrenal. Recentemente, foi descrito pelo nosso grupo que a expressão de Aurora quinases está frequentemente elevada em tumores com estágios clínicos avançados sugerindo que a expressão dessas proteínas pode estar fortemente associada com a tumorigênese. O AMG 900, um potente e altamente seletivo pan-inibidor de Aurora quinases é biodisponível oralmente e ativo em linhagens celulares que são resistentes a múltiplas drogas, sendo capaz de potencializar os efeitos antiproliferativos do paclitaxel e diminuir a proliferação de diferentes linhagens de câncer de mama e de leucemia mielóide. Atualmente, o AMG 900 está em fase 1 de testes clínicos em pacientes com tumores avançados. Estudos realizados em nosso laboratório mostram que a inibição de Aurora quinases após tratamento com o inibidor AMG 900 em uma linhagem de adrenocarcinoma leva à inibição da proliferação celular e à inibição da síntese de diferentes hormônios. Sendo assim, o objetivo deste trabalho é buscar vias envolvidas na sinalização das Aurora quinases e os possíveis mecanismos de ação do inibidor AMG 900 ainda não descritos na literatura. Pretende-se analisar as diferenças no conteúdo de proteínas em duas linhagens de carcinoma adrenal, NCI-H295R e SW13, após tratamento com o inibidor de Aurora quinases, AMG 900, através de estratégias de análises proteômicas. Serão selecionados como alvos de validação dos resultados proteômicos, proteínas relacionadas com a síntese de hormônios e desenvolvimento tumoral. Após a validação dos alvos selecionados, os genes codificadores das proteínas validadas serão silenciados pela técnica de siRNA e estes passarão por uma segunda fase de triagem na qual serão realizados ensaios funcionais como migração, proliferação celular, apoptose e síntese de hormônios para esclarecer a participação desses alvos no desenvolvimento e progressão de adrenocarcinoma. Os dados obtidos nos permitirão esclarecer vias envolvidas na sinalização de Aurora quinases e os possíveis mecanismos de ação do inibidor AMG 900 ainda não descritos na literatura, contribuindo para o desenho racional de novas drogas que poderão atuar individualmente ou em combinação com o AMG 900.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MARIA, ANDREA GUTIERREZ; BORGES, KLEITON SILVA; LIRA, R. C. P.; THOME, CAROLINA HASSIB; BERTHON, ANNABEL; DROUGAT, LUDIVINE; KISELJAK-VASSILIADES, KATJA; WIERMAN, MARGARET E.; FAUCZ, FABIO R.; FACA, VITOR MARCEL; TONE, LUIZ GONZAGA; STRATAKIS, CONSTANTINE A. Inhibition of Aurora kinase A activity enhances the antitumor response of beta-catenin blockade in human adrenocortical cancer cells. Molecular and Cellular Endocrinology, v. 528, MAY 15 2021. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.