Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação de moduladores genéticos da resposta à imunossupressão na anemia aplástica adquirida por sequenciamento de nova geração

Processo: 14/27294-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2015
Vigência (Término): 30 de novembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Rodrigo do Tocantins Calado de Saloma Rodrigues
Beneficiário:Fernanda Gutierrez Rodrigues
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/08135-2 - CTC - Centro de Terapia Celular, AP.CEPID
Bolsa(s) vinculada(s):15/19074-0 - Identificação de moduladores genéticos da resposta à imunossupressão na anemia aplástica adquirida por sequenciamento de nova geração, BE.EP.DR
Assunto(s):Imunossupressão   Anemia aplástica   Sequenciamento de nova geração   Hematologia

Resumo

Anemia aplástica (AA) adquirida é uma doença hematológica rara e heterogênea definida por um quadro de pancitopenia associado à uma medula óssea hipocelular, causada pela destruição imune-mediada de células hematopoéticas progenitoras na medula óssea. O tratamento da AA é realizado tanto com o transplante de medula óssea (TMO) com doador aparentado quanto com a imunossupressão (IST), ambos podendo levar à restauração da hematopoese normal. O uso de imunossupressores é geralmente o tratamento mais comumente utilizado, uma vez que a maioria dos pacientes não possuem um doador aparentado compatível. Aproximadamente 60-70% dos pacientes respondem ao primeiro ciclo de imunossupressão com globulina antitimocítica (ATG) de cavalo, enquanto apenas 35% dos pacientes apresentam resposta à ATG de coelho, a única formulação disponível no Brasil, América Latina e na maioria dos países europeus. Ademais, uma porcentagem significativa de pacientes é refratária ao tratamento com imunossupressores. Alterações em sequências de nucleotídeos e na regulação de genes sugerem que o mecanismo imunomediado e a resposta ao tratamento imunossupressor na AA possuem uma base genética. Assim, o objetivo deste projeto é sequenciar e estudar o exoma completo de pacientes com AA adquirida, a fim de identificar possíveis mecanismos de modulação na fisiopatologia da doença e detectar alterações genômicas que influenciem na sensibilidade de resposta ao tratamento com imunossupressores. Para o estudo, o exoma completo de 10 pacientes com AA adquirida que apresentaram recuperação hematológica completa após apenas um ciclo de imunossupressão e de 10 pacientes refratários mesmo após pelo menos dois ciclos de terapia imunossupressora serão determinados por sequenciamento de nova geração. A maior vantagem na utilização desta técnica é sua aplicação na identificação de todo tipo de variação genética em genes codificantes que possa influenciar no fenótipo da anemia aplástica. Os exomas sequenciados serão comparados para detecção de possíveis alterações e padrões genéticos característicos dos grupos de pacientes em estudo. Dessa forma, o presente estudo tem potencial de revelar possíveis regiões do genoma que estão envolvidas em vias moleculares de modulação do mecanismo imune mediado na anemia aplástica adquirida e na resposta à imunossupressão na doença. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GUTIERREZ-RODRIGUES, FERNANDA; DONAIRES, FLAVIA S.; PINTO, ANDRE; VICENTE, ALANA; DILLON, LAURA W.; CLE, DIEGO V.; SANTANA, BARBARA A.; PIROOZNIA, MEHDI; IBANEZ, MARIA DEL PILAR F.; TOWNSLEY, DANIELLE M.; KAJIGAYA, SACHIKO; HOURIGAN, CHRISTOPHER S.; COOPER, JAMES N.; CALADO, RODRIGO T.; YOUNG, NEAL S. Pathogenic TERT promoter variants in telomere diseases. Genetics in Medicine, v. 21, n. 7, p. 1594-1602, JUL 2019. Citações Web of Science: 3.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
RODRIGUES, Fernanda Gutierrez. Identificação de moduladores genéticos em pacientes com anemia aplástica por sequenciamento de nova geração. 2017. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.