Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise do proteoma utilizando eletroforese de gel de duas dimensões em híbridos heteróticos entre as linhagens Red Stirling e Chitralada da Tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus)

Processo: 15/06661-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2015
Vigência (Término): 30 de novembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Genética e Melhoramento dos Animais Domésticos
Pesquisador responsável:Danillo Pinhal
Beneficiário:Marcos Edgar Herkenhoff
Supervisor no Exterior: Marcus Frohme
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Local de pesquisa : Technical University of Applied Sciences Wildau, Alemanha  
Vinculado à bolsa:14/03062-0 - Caracterização molecular de híbridos heteróticos das linhagens Red Stirling e Chitralada da Tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus), BP.DR
Assunto(s):Melhoramento genético animal   Proteínas   Heterose   Tilápia-do-Nilo   Oreochromis niloticus

Resumo

A tilapia do Nilo (Oreochromis niloticus) é uma espécie de peixe de importância econômica em diversos países incluindo o Brasil. Híbridos intra específicos entre duas linhagens de desta espécie - Red Stirling e Chitralada - foram obtidos. Esse cruzamento possibilitou a combinação de características zootécnicas de interesse, como o rápido crescimento e o maior ganho de peso da Chitralada, à carne de coloração rosada da Red Stirling. Embora essa estratégia de melhoramento clássico seja eficiente na geração dos híbridos, pouco se conhece a respeito dos mecanismos moleculares pelos quais a heterose afeta a expressão gênica e quais vias biológicas estão sendo moduladas para produzir os efeitos fenotípicos benéficos resultantes. Nesse sentido alguns genes (IGF-1, IGF-2, IGF-3 e miostatina) têm sido diretamente correlacionados ao ganho de peso e a outras características de importância na produção animal. Além disso, recentemente uma classe de RNAs não-codificadores, os microRNAs (miRNAs), surgiram como moléculas chave na regulação da expressão gênica. Os dados a respeito do proteoma do músculo branco, que é parte comestível do animal, poderão ser de grande ajuda para traçar novas estratégias que podem ajudar a determinar os mecanismos moleculares que atuam no vigor híbrido. Sendo que uma das técnicas utilizadas, para estudos de proteoma, é a eletroforese em gel bi-dimensional seguido espectrometria em uma matriz assistida de dessorção/ionização a laser por tempo de flutuação (MALDI-TOF). Como perspectiva, espera-se determinar os mecanismos pelos quais genes e reguladores associados à heterose, e gerar dados com potencial de aplicabilidade futura no setor produtivo (Auxílio Regular à Pesquisa FAPESP - 2012/15589-7). (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.