Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção e composição do leite em vacas com mastite subclínica causada por Streptococcus ambientais

Processo: 15/00142-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2015
Vigência (Término): 31 de março de 2016
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Produção Animal
Pesquisador responsável:Marcos Veiga dos Santos
Beneficiário:Larissa Martins
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Produção de leite   Contagem de células somáticas

Resumo

O objetivo do presente estudo será avaliar o efeito da mastite subclínica bovina causada por Streptococcus ambientais sobre a qualidade e a produção de leite em nível de quartos mamários, considerando a sua alta prevalência em rebanhos leiteiros e a ausência de medidas específicas de controle para estes agentes. Os objetivos específicos serão avaliar o efeito da mastite subclínica bovina causada por Streptococcus uberis, Streptococcus bovis e Streptococcus dysgalactiae sobre: a) contagem de células somáticas (CCS); b) as concentrações de gordura e proteína bruta; c) a produção de leite; e d) o preço do litro de leite. Serão selecionados seis rebanhos leiteiros (aproximadamente 600 vacas), nos quais serão selecionadas vacas em lactação (estimativa de 60) com mastite subclínica causada por Streptococcus ambientais (S. uberis, S. bovis e S. dysgalactiae). Serão coletadas amostras de leite de ordenha completa e individual de quartos mamários das vacas selecionadas, totalizando a amostragem de 240 quartos mamários, dos quais serão selecionadas aleatoriamente 12 vacas com isolamento positivo de cada agente, levando em conta o número e fase de lactação. Os isolados bacterianos serão identificados em nível de espécie por meio de cultura microbiológica convencional. As concentrações de gordura e proteína bruta serão analisadas por absorção infravermelha e a CCS será determinada por citometria de fluxo. Para determinar o efeito da mastite subclínica causada por Streptococcus ambientais sobre o preço do litro de leite (PLL), será utilizado o preço médio brasileiro baseado na média dos últimos 20 anos corrigidos pela inflação. Após, será agregado ao PLL quantia de acordo com o nível de CCS e teores de proteína bruta e gordura distribuídos em faixas de bonificação, neutralidade e penalização como se fosse um sistema de pagamento por qualidade do leite. Equações do PLL dos quartos mamários afetados por S. uberis, S. bovis e S. dysgalactiae serão determinadas por meio de regressão binária. Além disso, será realizado o procedimento DIF do SAS® entre as médias de PLL atribuídos aos quartos mamários sadios e infectados para determinar o efeito da mastite subclínica causada por S. uberis, S. bovis e S. dysgalactiae em relação a programas de pagamento por qualidade do leite. Será avaliado o efeito da mastite subclínica causada por Streptococcus ambientais em nível de grupo e espécies por quartos mamários sobre a CCS, composição e produção de leite, utilizando a análise de variância por meio de delineamento em blocos ao acaso. Espera-se com a realização deste estudo, estimar o impacto da mastite subclínica bovina por Streptococcus ambientais em nível de quartos mamários sobre a qualidade e a produção de leite. Desta forma, este estudo poderá, também, servir de base para futuras pesquisas sobre estratégias de controle específicas para este agente, tais como a avaliação de eficácia e custo-benefício para tratamentos de mastite causada por Streptococcus ambientais.