Busca avançada
Ano de início
Entree

Coinoculação com Bradyrhizobium e Azospirillum na cultura da soja

Processo: 15/04247-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2015
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:José Laércio Favarin
Beneficiário:Amanda Prado Gilabel
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Azospirillum   Glycine max   Bradyrhizobium   Inoculação   Casa de vegetação   Delineamento experimental

Resumo

Uma técnica que começa a ser explorada na cultura da soja [Glycine max (L.) Merrill] é a inoculação de bactérias do gênero Azospirillum com as do gênero Bradyrhizobium, a qual é feita a fim de obter benefícios múltiplos, superiores àqueles alcançados somente pela inoculação da semente com Bradyrhizobium. Entre os benefícios estariam o maior crescimento radicular da cultura, e/ou o estímulo a nodulação e fixação biológica de nitrogênio do Bradyrhizobium. O objetivo desse trabalho é melhorar a compreensão sobre a ação da coinoculação na fixação biológica de nitrogênio, crescimento radicular e absorção do nutriente presente no solo. O experimento será conduzido em casa de vegetação em Piracicaba - SP. Neste estudo serão semeadas plantas de soja em vasos de 25 dm-3, preenchidos com solo. O delineamento experimental será em blocos ao acaso, com cinco repetições. Os tratamentos serão: T1: sem inoculação (NI); T2: inoculação com Bradyrhizobium (100 mL 50 kg-1 de sementes); T3: inoculação com Bradyrhizobium + Azospirillum 2,5 x 105 células semente-1; T4: inoculação com Bradyrhizobium + Azospirillum 5,0 x 105 células semente-1; T5: inoculação apenas com Azospirillum 2,5 x 105 células semente-1; T6: inoculação apenas com Azospirillum 5,0 x 105 células semente-1. Em todos os tratamentos será adicionado uma pequena quantidade de 15N aos vasos (10 kg ha-1), a fim de simular o N mineral do solo. Serão avaliados os parâmetros de crescimento radicular e volume de solo explorado com o auxílio do software Winrhizo; absorção do N mineral presente no solo, com o auxílio da técnica isotópica do marcador 15N; a FBN das bactérias do gênero Bradyrhizobium através do método dos ureídeos e teores e a extração de N nas raízes e parte aérea. Com a realização desse trabalho de pesquisa saberemos se realmente existe uma maior exploração do solo e/ou a potencialização da FBN quando aplicada a tecnologia de coinoculacao; além de possibilitar o entendimento do quanto esses dois processos são afetados pela presença de bactérias do gênero Azospirillum.