Busca avançada
Ano de início
Entree

A hegemonia em disputa: um resgate da perspectiva gramsciana

Processo: 14/23186-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2015
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Ciência Política - Teoria Política
Pesquisador responsável:Rúrion Soares Melo
Beneficiário:Gabriel Pietro Siracusa
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Filosofia política   Marxismo   Hegemonia   Teoria e prática   Análise de conteúdo   Antonio Gramsci   Século XX

Resumo

A questão de hegemonia tem um papel de grande importância para a esquerda no século XX, em especial a partir do trabalho de Antônio Gramsci (1891 - 1937). Em um contexto no qual o diagnóstico de tempo feito pelos principais intérpretes do marxismo já não dava mais conta de compreender as mudanças pelas quais o capitalismo passava - e os impactos dessa mudança para a classe trabalhadora -, a reavaliação teórica operada por Gramsci foi central para reaproximar teoria e prática e propor novos caminhos teóricos para a ação revolucionária concreta. O conceito de hegemonia, cujas origens remontam à social-democracia russa e a Lênin, foi o epicentro da renovação do marxismo feita por Gramsci, passando a figurar de maneira recorrente nos debates teóricos da esquerda no decorrer do século XX e início do XXI. Este projeto se propõe a analisar a conceituação gramsciana de hegemonia e a elucidar os nexos estabelecidos entre os principais conceitos da obra do filósofo e o contexto histórico em que ele se encontra.